Rio Branco, Acre,





Advogado que afirmou ser do Comando Vermelho é condenado e preso pela Polícia Civil


O advogado permanecerá preso em regime semiaberto à espera de uma tornozeleira eletrônica e de uma nova decisão judicial

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O advogado Manoel Elivaldo Batista de Lima Junior, que em 2017 gravou um vídeo afirmando pertencer ao Comando Vermelho, foi preso pela Polícia Civil, na última quinta-feira (7), em Rio Branco. Ele foi condenado a sete anos e dois meses de prisão, porém, responderá em regime inicialmente semiaberto.

Manoel Elivaldo, foi julgado pelos crimes de organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo. “O Tribunal de Justiça do Acre havia condenado Manoel a regime semiaberto pelo crime de integrar organização criminosa e determinou que o juiz expedisse um mandado de prisão para cumprimento da pena”, informou o delegado Karlesso Nespoli.

Advogado foi preso na última quinta/Foto: reprodução

Relembre o caso

Manoel já havia sido preso preventivamente também pela Polícia Civil, em 2017, logo após afirmar ser do CV. No entanto, o Tribunal de Justiça mudou a decisão deferida em primeira instância do juiz, que declarou na época que o advogado era inocente das acusações.

Nespoli ressaltou que o Ministério Público juntamente com Tribunal de Justiça, mudaram a decisão por entender que Elivaldo era culpado e deveria ser condenado pela justiça. Com isso, o advogado acabou sendo julgado em segunda instância, assim, ficou decretado novamente a prisão.

O advogado permanecerá preso em regime semiaberto à espera de uma tornozeleira eletrônica e de uma nova decisão judicial. A reportagem do ContilNet tentou contato com o advogado de Manoel Elivaldo, no entanto, ele não atendeu nossas ligações.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também