Rio Branco, Acre,





Após anunciar rombo milionário, Cameli diz que vai pedir ajuda ao governo federal


Governador do Acre pretende renegociar dívidas herdadas do governo passado e pedir mais prazo para quitá-las

SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

O governador do Acre, o progressista Gladson Cameli, concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde desta quinta-feira (7) para falar da saúde financeira do estado. Ao lado de sua equipe econômica, o chefe do gabinete Civil, José Ribamar Trindade,

Rafhael Bastos do planejamento e a secretária Semírames Dias, da Secretaria de Fazenda, Cameli foi direto ao ponto e disse que herdou do governo passado um rombo de mais de R$ 581 milhões.

Para o governador Gladson Cameli, apesar da crise financeira em que o estado se encontra, ele não convidou a imprensa para “chorar o leite derramado”, e irá cumprir todos os compromissos, principalmente com os servidores públicos, e ainda enfrentará os desafios de melhorar a segurança e a saúde públicas.

Na coletiva desta quinta, Gladson anunciou pedido de socorro ao governo federal/Foto: ContilNet

“Estarei indo a Brasília na semana que vem literalmente de pires nas mãos e pedir a ajuda do governo federal. Iremos tentar renegociar as dívidas que não são poucas e pedir mais prazo para pagar”, disse o governador.

Em relação ao corte de gastos, o governador explicou que a sua reforma administrativa já começou a dar os primeiros resultados positivos.

” Começamos pelo pessoal. Cortamos mais de 1.200 cargos em comissão e a ordem é gastar somente o necessário. Vamos valorizar os nossos servidores públicos de carreira e aproveitar esse pessoal da melhor maneira dentro da nossa administração e colocar novamente o Acre para andar para a frente”, disse ele.

ABACAXI

“Eu sabia do tamanho do abacaxi que estava assumindo. Mas me sinto otimista e até o fim do ano eu pretendo colocar as nossas contas no azul. Se isso ainda não for possível, até o final do ano, nós iremos ter a humildade de reconhecer e continuar trabalhando para fazer a nossa economia crescer e melhorar a vida das pessoas”, concluiu o governador.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também