Rio Branco, Acre,





Atleta acreano é medalha de ouro em campeonato de Jiu-jitsu na Suíça


Mestre Jacaré conquistou o primeiro lugar no National Pro, um dos eventos mais importantes da UAE Jiu-Jitsu Federation, em Aarau cidade Suíça

CARINA MENEZES, DO CONTILNET

José Roberto ou simplesmente, mestre Jacaré, fez história mais uma vez representando o Acre e o Brasil em campeonato de Jiu-jitsu no exterior. Ele que é faixa preta, conquistou o primeiro lugar no National Pro, um dos eventos mais importantes da UAE Jiu-Jitsu Federation, nas categorias com Kimono/GI e sem Kimono/NOGI. A competição aconteceu no último sábado, dia 16 de fevereiro, em Aarau, na Suíça.

Mestre Jacaré representou o Acre na Suiça/Foto: arquivo pessoal

“Foi muito bom, além de poder está lutando e poder ter esse crescimento como atleta, está aqui na Europa conhecendo vários países é uma experiência única. Já estive em Portugal, estou ficando na Itália e agora tive a oportunidade de lutar na Suíça. Mês que vem luto em Londres”, disse.

O acreano luta jiu-jítsu há 19 anos e faz parte da equipe Chute Boxe, em Rio Branco. Além desse campeonato, mestre Jacaré coleciona inúmeros títulos dentro e fora do país. “De todos que lutei, só no europeu que não consegui pegar pódio, que foi agora dia 20 de janeiro. No resto, sempre consegui medalha”, contou.

Roberto falou ao ContilNet da importância de participar de uma competição no exterior enquanto atleta e representante dos acreanos. Levantar a bandeira do Acre para ele é motivo de orgulho e realização. “Poder representar o nosso estado, a cidade onde nasci, Xapuri, resulta em orgulho e satisfação, além de me proporcionar um crescimento pessoal enorme, que na minha opinião é o mais importante”, afirmou o atleta.

Jacaré é lutador há 19 anos/Foto: arquivo pessoal

Além disso, o mestre acredita que os resultados alcançados podem servir de incentivo para que o Estado possa prestar apoio aos atletas. Participar de campeonatos tão importante, vencê-los e colocar o nome do estado em evidência é sua forma de divulgar o esporte. Segundo Roberto, para quem vive no Acre as dificuldades são maiores até para poder se deslocar e participar das competições.

“Para nós que vivemos no Acre fica muito caro para poder nos deslocarmos para lutar nos eventos, principalmente, se for lutar na Europa. Espero que o Governo, através da secretaria de Esporte, possa nos dar apoio, uma vez que o estado vem sendo bem representado por todas as equipes que estão a cada dia melhorando nosso Jiu-jitsu”, declarou.

Jacaré destaca que as conquistas são consequências de todo o trabalho realizado pela equipe da academia, em Rio Branco. O investimento para participar da competição foi muito alto e ele precisou do apoio da equipe e dos amigos. “Esse resultado vem do excelente trabalho feito por nossa equipe aí em Rio Branco, através do empenho de todos. Graças a eles, conseguimos realizar esse sonho e representar nosso estado e o Brasil mostrando um pouco do nosso trabalho”, garantiu.

Trajetória do Mestre Jacaré

Campeão acreano por quatro vezes, Jacaré coleciona troféus e medalhas. Ele entrou no mundo do jiu-jitsu em 2000, quando um amigo o convidou para participar de um projeto social no município de Xapuri. Em pouco tempo o atleta mostrou que veio para ficar e assumiu a academia em que treinava.

Depois de se mudar para a capital acreana, Jacaré investiu na carreira de professor. Apaixonado pelo esporte, ele conta que a preparação para a competição é intensa, com treinos e dieta balanceada.

Devido aos resultados expressivos no esporte, Jacaré recebeu uma Moção de Aplausos na Assembleia Legislativa do Acre, pelos relevantes serviços como mestre a frente da academia Chute Boxe, em Rio Branco.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também