Paciente denuncia falta de materiais básicos até para fazer curativos no Hospital Wildy Viana


"Não é de hoje que nossa saúde local está falida. Mudou o governo e as consequências ainda vão perdurar por um bom tempo", disse o denunciante

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O policial rodoviário federal, Carlos Portela, morador do município de Epitaciolândia, denunciou ao ContilNet, nesta terça-feira (5), que após sofrer um acidente e ter o supercílio cortado, precisou ir ao Hospital Regional do Alto Acre Wildy Viana, contudo, ao chegar ao local, se deparou com dois problemas: primeiro, não havia médicos suficiente para atender a grande demanda e segundo, não havia matérias básicos para realizar o curativo.

“Ontem à noite (segunda-feira) precisei do Hospital Regional por ter me acidentado. ‘Taquei’ a cabeça em uma folha de zinco. Fiquei quase meia hora na sala de curativos até chegar um médico e auxiliar, talvez falte mais médicos para a demanda”, destacou Portela.

Policial denunciou a demora no atendimento e falta de material/Foto: cedida

Segundo Carlos, além da demora no atendimento, ainda teve que se deparar com a falta e fios para fazer a costura do corte na região do supercílio, com isso, teve que esperar mais um bom tempo. “O procedimento demorou iniciar por falta de material, que tiveram que ir atrás demorando mais uns 20 minutos”, ressaltou.

O policial ponderou ainda sobre o caos que vive a saúde na região. “Não é de hoje que nossa saúde local está falida. Mudou o governo e as consequências ainda vão perdurar por um bom tempo. Ter decretado “estado de falência na saúde “de nossa regional, era o que deveria ter acontecido”, sugeriu.

Resposta da Sesacre

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Saúde do Estado do Acre (Sesacre), informou que o problema ocorreu devido ao aparelho de esterilização estar danificado. No entanto, a secretaria disse ter tomado providencias e enviou um outro aparelho para substituir.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também