Rio Branco, Acre,


Departamento esportivo da SEE revela calendário de atividades neste início de ano

Atletas paraolímpicos embarcam para MG em busca de classificação que pode leva-los a Dubai para o Mundial de atletismo de 2019

Cinco atletas paraolímpicos do Acre embarcaram nesta quinta-feira (28) para Uberlândia, em Minas Gerais, para participarem das primeiras seletivas que, a depender de seus respectivos índices de rendimentos, podem levá-los às competições nacionais e a partir delas a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos (EUA), que sediará o Mundial de Atletismo de 2019, marcado para ocorrer entre 7 a 15 de novembro deste ano, informou o chefe do departamento de desporto da secretaria de Estado de Educação (SEE), Júnior Santiago.

O atletismo paraolímpico é praticado por atletas com deficiência física, visual ou intelectual. Há provas de corrida, saltos, lançamentos e arremessos, tanto no feminino quanto no masculino. Os competidores são divididos em grupos de acordo com o grau de deficiência constatado pela classificação funcional. Os atletas acreanos participarão de competições de atletismo e de natação.

Parte da equipe de atletas paraolímpicos que estão em MG representando o Acre/Foto: cedida

São seis atletas, quatro mulheres (natação) e dois homens, que participarão de corridas, modalidade em que os atletas com deficiência visual mais alta podem ser acompanhados por guias, ligados a eles por uma corda, os chamados “staffs”. Na natação, os atletas não precisam de ajuda. Os atletas acreanos, segundo Junior Santiago, têm chances de medalhas. No total, o país já faturou 109 medalhas na modalidade em Jogos Paraolímpicos: 32 de ouro, 47 de prata e 30 de bronze.

“Estamos muito gratos ao governador Gladson Cameli por vir apoiando todas as nossas demandas na área dos esportes, principalmente no que diz respeito aos atletas paraolímpicos”, disse Santiago. Segundo ele, o departamento de esportes da SEE, além do apoio aos atletas paraolímpicos, já tem uma vasta lista de atividades nesses quase 90 dias de Governo.

Uma das atividades principais, de acordo com Santiago, foi a completa recuperação da chamada Arena da Floresta, o estádio estadual de futebol, que, a propósito, vai mesmo mudar de nome e não deverá se chamar “Campos Pereira”, que seria uma homenagem a um falecido jornalista e desportista acreano. De acordo com Júnior Santiago, a casa civil do Governo do Estado deve enviar à Assembleia Legislativa proposta de lei batizando o estádio de “Arena Acreana de Futebol”.

Para recuperar o espaço, o departamento de esportes da SEE se aliou à Secretaria de Infraestrura (Seinfra) e ao Iapen (Instituto de Administração Penitenciária) para pintura e recuperação do espaço, como, por exemplo, a recuperação das cadeiras das arquibancadas. O trabalho de capina, inclusive conservação do grama, é feito pelos reeducandos sob responsabilidade do Iapen. Para que o estádio, com capacidade para até 15 mil pessoas, pudesse funcionar plenamente, o departamento de esportes da SEE teve que pedir fiscalizações e laudos de órgãos como o Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Engenharia (Crea), Polícia Militar e Vigilância Sanitária. “Agora, temos um estádio em perfeitas condições”, disse Santiago. O estádio será também ocupado com atividades do projeto “Arena em Movimento”, que consiste em atividades de ginástica que também serão levadas aos bairros.

Outra mudança no setor esportivo, segundo o diretor, foi a reformulação dos antigos Cejas (Centro da Juventude), espaços criados pelos governos anteriores como centro de lazer e recreação que, em sua maioria, foram abandonados, principalmente na última gestão. O atual governo então transformou esses espaços em Ciec (Centro de Integração da Comunidade), aproveitando a estrutura desses espaços com atividades esportivas abertas à população, principalmente à juventude e aos idosos. “A gente chega a reunir mais de cem pessoas por dia nessas atividades”, disse. Os Ciecs vão oferecer também cursos de pratica de artes marciais.

Também merece destaque nas atividades esportivas do atual governo o curso de arbitragem promovido pelo departamento de esportes para as quatro modalidades de quadra – futebol de salão, vôlei, basquete e handebol. O público alvo do curso foram estudantes de educação física das faculdades privadas e pública. Participaram mais de 340 pessoas durante um mês de aulas, cujo curso também será estendido à região do Juruá a partir destas quinta-feira, numa parceria com a prefeitura de Cruzeiro do Sul e de outros municípios. “Nosso departamento está vivo e ativo”, definiu o diretor.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias