Rio Branco, Acre,





Foto capa

Pimenta no Reino

Desconto no ICMS de querosene de aviação não vai reduzir preço em voos intermunicipais


Desoneração do imposto só vai valer para as grandes empresas aéreas

Foto capa ARCHIBALDO ANTUNES, DO CONTILNET

Desoneração

Era para ser uma no prego e outra na ferradura, mas o martelo foi batido uma única vez pelo governo do estado, no que diz respeito à decisão de reduzir o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do querosene de aviação. Mantido em 25% pelos governos do PT, o percentual cairá para 3%.

Toma lá dá cá

Ao abrir mão de parte da receita estatal em forma de arrecadação do ICMS, o governo obteve, como contrapartida, a garantia da empresa Gol Linhas Aéreas de que a partir do dia 1º de junho deste ano ela passará a oferecer voos diurnos nos trecho Brasília-Rio Branco, e também entre a Capital e o município de Cruzeiro do Sul.

Tendência de aquecimento

Para implementar o transporte aéreo de passageiros entre o Acre e outros estados do Norte do país, também no período diurno, o governador Gladson Cameli (Progressistas) já sinalizou a disposição de zerar o ICMS do querosene de aviação. Uma companhia aérea regional, sediada no Amazonas, já teria mostrado interesse em operar na rota Rio Branco-Puerto Maldonado, no Peru, segundo a secretária de Estado de Turismo, Eliane Sinhasique.

É o que se espera

Não resta dúvida de que a iniciativa do governo haverá de resultar em mais comodidade e mais oferta aos acreanos. E, assim esperamos, uma significativa redução nos preços das passagens aéreas.

Júbilo

Exultante, Eliane Sinhasique, que vislumbra na medida a chance de que o setor do turismo local seja finalmente alavancado, tratou de falar do assunto com enorme empolgação.

O povo quer saber

Sem nenhum desejo de desmerecer o esforço do atual governo ou de ignorar seus evidentes resultados, tive o cuidado de checar com a secretária de Turismo se a regra valeria para aviões de pequeno porte – responsáveis estes pelo transporte de passageiros sobretudo na região do Juruá, onde estão os chamados ‘municípios isolados’, aos quais só se pode chegar pelas vias aérea e fluvial.

Registro

É que lembrei de um vídeo em que um grupo de moradores de Marechal Thaumaturgo, reunidos na pista de pouso à espera do ex-governador Tião Viana (PT), o cercou após o desembarque para reclamar do preço das passagens entre o município e a vizinha Cruzeiro do Sul. Em dado momento, o petista sugere ‘incendiar’ as aeronaves em protesto contra o valor dos bilhetes.

Ficou só na promessa

Tião desconversou, fiado na certeza de que os manifestantes desconheciam a principal razão pela qual eram (e ainda são) obrigados a pagar tão caro pelo transporte aéreo intermunicipal. E – como de praxe – prometeu dar respostas às reivindicações para minutos depois esquecer o compromisso.

Tudo como dantes

Pois bem, consultei Sinhasique sobre a medida que reduz o ICMS do querosene de aviação, perguntando se ela era extensiva aos aviões de pequeno porte que cobrem os trechos intermunicipais. E a resposta, infelizmente, foi negativa.

Eu não me contenho

Recebo a informação de que uma colega criticou esta Pimenta no Reino no que tange à tendência do autor em desdobrar um único assunto em várias notinhas. Em resposta, tenho a dizer que minha preocupação, desde o dia em que assumi a responsabilidade de preencher este espaço com informações, pitacos e análises sobre a política, foi de evitar fazê-lo de forma superficial, desatenta e descompromissada. Os resultados logo apareceram: a coluna fidelizou leitores, incomodou poderosos, cresceu em número de acessos e até foi apontada como a segunda mais lida do Acre – segundo pesquisa de opinião encomendada pela concorrência.

Bateu, levou

Acresço que não escrevo para os que têm preguiça de ler e costumam ter dores de cabeça quando decidem submeter o cérebro ao exercício da interpretação. Críticas e contrariedades são inevitáveis – e muitas até bem-vindas. E se não me melindro com elas, menos ainda me deixaria afetar por comentários obtusos.

Sobe!

O jornalista Altino Machado foi guindado ao cargo de diretor na Secretaria de Estado de Comunicação. Muitos podem até antipatizar com o colega – o que não é o meu caso –, mas são obrigados a admitir que Altino é um dos melhores profissionais da imprensa no estado.

É só apertar

Na recente sessão solene realizada na Assembleia Legislativa, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, foi anunciado o inovador aplicativo de celular batizado de “Botão da Vida” – cuja finalidade é permitir a emissão de alertas à polícia em caso de ameaças ou de agressão contra mulheres vítimas de violência doméstica.

A César o que é de César

A iniciativa, óbvio, é meritória. Ainda assim, é preciso lembrar que ideia parecida foi sugerida pela ex-deputada estadual Eliane Sinhasique (MDB), em agosto de 2018. A ideia não vingou, claro, porque o governo anterior estava pouco se lixando para a violência galopante. O atual, porém, se mostra atento à questão. Mas não custava nada atribuir parte do mérito àquela que primeiro se mostrou sensível ao drama e solidária às vítimas.

Direto ao ponto

Esperei alguns dias para, afinal, fazer as devidas considerações sobre a polêmica postagem do ex-governador Tião Viana no Facebook, na qual ele insulta, da forma mais vil, um desafeto da imprensa.

Rasteiro

O nível das agressões não me surpreendeu, uma vez que elas, comparadas à dimensão da tragédia social decorrente do seu (des)governo, não passam de alarido de quem se mostra exasperado por ter sido desnudado pelos fatos. O que me intrigou foi ver que os representantes do movimento LGBT do Acre se calaram diante de tão expressivas demonstrações de homofobia na postagem de Tião. O mesmo ocorreu no episódio em que o detento Lula se referiu às mulheres de ‘grelo duro’ do partido. E se repetiu também quando um petista da taba agrediu a esposa e nem sequer foi molestado pela turma da malfadada (e extinta) Secretaria de Políticas Especiais para as Mulheres.

Mofinos

A galera LGBT, capitaneada pelo burlesco ativista Germano Marino, é capaz de se organizar para jogar ovos em vereadores, mas se cala, covarde, sempre que um dos seus é flagrado a vociferar palavras tão chulas quanto preconceituosas.

Culto à ignorância

A essa turma, não apenas falta decência como sobeja a ignorância. Pois não fosse a cegueira intelectual a que foram submetidos pela pregação dos farsantes, saberiam dos muitos martírios a que foram submetidos os homossexuais nos regimes ditatoriais de esquerda – cujos protagonistas entraram para a História graças à monstruosidade dos crimes em massa por eles perpetrados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Outras Notícias