Rio Branco, Acre,





Diretor da Sesacre vai ao Huerb para garantir tratamento a paciente internada há 12 dias


Determinação partiu do secretário de Saúde, Alysson Bestene, após alerta da reportagem do ContilNet

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O diretor do Núcleo de Assistência à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Wilson Afonso Dias, esteve no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), na noite desta quinta-feira (14), com o objetivo de providenciar uma solução para o caso da paciente Elizabete Albuquerque da Silva, de 48 anos. Ela está internada no leito 01 na Unidade de Tratamento Semi-intensivo, depois de dar entrada no hospital no último dia 4 de março.

Dias destacou que Elizabete está recebendo todos os cuidados necessários da equipe profissional do Huerb. Ainda assim, ele reconheceu que o caso da paciente é grave. “Ela está bem assistida, e já foram feitas duas avaliações cirúrgicas e três avaliações do setor de infectologia”, afirmou.

Wilson Dias foi encarregado pelo secretário de Saúde de acompanhar o caso/Foto: reprodução

Segundo o diretor, porém, Elizabete, no momento, não pode passar por uma intervenção cirúrgica, devido à gravidade do seu estado de saúde.

Dias afirma que o prontuário dela revela histórico de alcoolismo e de problemas hepáticos, acrescentando que o exame de tomografia dela já foi avaliado pelos profissionais.

Estado de saúde da paciente é grave/Foto: cedida

“Ela tem mioma uterino, hepatopatia, insuficiência cardíaca, entre outros problemas. Além disso ela está com a urina bastante escura. Por ora ela se encontra entubada e com uma alimentação regrada”, garantiu o representante da Sesacre.

Wilson Dias assegurou que fará tudo que estiver ao alcance da Sesacre para auxiliar Elizabete.

“Infelizmente a situação é gravíssima, mas ela vai receber todos os cuidados necessários das equipes plantonistas”, enfatizou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também