Rio Branco, Acre,


Senamadureirense, ex-vendedor de quibe é aprovado no Mais Médicos e vai atuar no Amazonas

Antes de ingressar em um dos cursos mais difíceis da atualidade (Medicina), o medico exerceu várias profissões, inclusive de vendedor de quibe

O médico Jenilço Lima dos Santos, 34 anos, é a prova de que a educação, quando levada a sério, muda a vida das pessoas. De família considerada simples, ele conseguiu se formar em Medicina, na Bolívia, e foi aprovado recentemente no programa Mais Médicos, do Governo Federal.

A família de Santos é natural do estado do Amazonas e chegou no município de Sena Madureira, no Acre, em 1987. Seus pais, Francisco Casemiro (conhecido por seu “moço”) e dona Maria, ainda residem em Sena Madureira, no Pólo Elias Moreira.

Dr. Jenilço ao lado da esposa e dos pais/Foto: Reprodução

Antes de ingressar em um dos cursos mais difíceis da atualidade (Medicina), Jenilço exerceu várias profissões. Na adolescência foi vendedor de quibes e refresco nos bairros de sua cidade. Também trabalhou como vendedor e montador de móveis em pelo menos duas lojas até, finalmente, tomar a decisão de se mudar para a Bolívia e correr atrás de um sonho, ser médico.

Ao todo, foram cinco anos de faculdade mais o período dedicado à residência totalizando sete anos de luta, fora do Brasil, para a concretização desse projeto.

No último domingo (03), familiares organizaram um almoço na casa de seus pais como forma de agradecimento a Deus pela formatura, ocorrida no ano passado, e também pela aprovação no programa.

Familiares organizaram um almoço em homenagem ao medico/Foto: Reprodução

“Primeiramente quero agradecer a Deus por tudo. Foram anos de muitas lutas, mas graças a Deus conseguimos vencer. Esse êxito dedico também para toda a minha família. Nesse primeiro momento irei trabalhar em Tefé, no Amazonas, mas penso sim em retornar pra Sena Madureira e desenvolver um trabalho por aqui, sempre pautado na honestidade, simplicidade e no bom atendimento aos moradores”, comentou Lima.

Jenilço aproveitou a oportunidade para deixar uma mensagem aos moradores, sobretudo para os jovens. “Quem tem um sonho deve persistir e não se limitar com os desafios e as circunstâncias da vida. A educação é o melhor caminho para mudar a vida das pessoas”, destacou.

Já seu moço, pai de Jenilço Lima, é só felicidade com a conquista do filho. “De onde eu vim, hoje ter um filho médico é uma grande alegria. Quando chegamos em Sena Madureira ele foi vender quibe nas ruas, trabalhou em lojas. O sonho dele era se formar em medicina e graças a Deus conseguiu. O momento é de muita felicidade”, mencionou.

Ainda nesta semana, Jenilço deverá viajar a Brasília para participar de um treinamento antes de se dirigir ao município de Tefé, no Amazonas, onde atuará nos próximos anos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up