Rio Branco, Acre,





Aspirante da PM terá trabalho de conclusão de curso publicado em revista científica


No artigo, a autora tem como objetivo explicar as principais causais que levaram os militares a sair corporação

ASSESSORIA DO 8ºBPM

A aspirante a oficial da Polícia Militar do estado Adriana Santos teve texto científico divulgado na revista científica Combrad durante Congresso Brasileiro de Administração. Ela é autora de um trabalho no decorrer do curso de formação de oficiais no ano de 2017 a 2018.

Avaliados por uma banca formada por três especialistas na área da pesquisa, os alunos concluintes ainda tiveram de passar por uma apresentação oral para os convidados.

Aspirante Adriana Santos ganhou destaque na revista Conrad/Foto: divulgação

De acordo com a PM. o trabalho da aspirante versa sobre o Licenciamento das Praças entre o período de 2013 a 2017, em suas causas e efeitos, sendo usado como referencial {a Teoria da Necessidade de Maslow. A metodologia candidata atendeu aos critérios do certame.

Trabalho de campo

O estudo de Adriana Santos, realizado entre 2013 e 2017, necessitou da coleta de informações, em forma de entrevistas, com 45 militares que pediram licença (exoneração) das fileiras da corporação, além de 12 comandantes de unidade tanto em Rio Branco quanto nos municípios do interior.

A aspirante chegou à conclusão de que os praças se licenciavam em busca de novos desafios e melhores salários, Um fato curioso é que as hipóteses de sua saída também está relacionada à não adaptação adaptarem à escala de trabalho, aos riscos inerentes da profissão e à adaptação à carreira militar, que foram foram rejeitadas pelos pesquisados.

Segundo a autora, a pesquisa identificou, ainda, que um plano de valorização profissional, melhores condições estruturais e promoção baseado na meritocracia evitam que a corporação perca profissionais experientes e qualificados. Foi constado também que a ‘baixa’ desses profissionais afeta a eficiência do serviço de segurança sobrecarrega os demais setores do Polícia Militar do Acre.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também