Rio Branco, Acre,


José Bestene nega atrito com Gladson, mas avisa: “Não aceito nomeações de petistas”

Deputado destacou que não faz jogo sujo, além de se declarar 'defensor' do atual governo

Após a divulgação de um áudio em que aparecem o deputado José Bestene (Progressistas) e um militante conversando sobre nomeações de “petistas”, no início da tarde desta quarta-feira (3), o parlamentar concedeu uma entrevista ao ContilNet explicando a polêmica. Na ocasião, ele negou atrito com o governo do aliado e correligionário Gladson Cameli e disse que foi vítima de “fogo amigo”.

“Primeiro que no áudio não diz nada que mandei bater no governo. Têm uma ligação de uma pessoa indignada com a nomeação de um petista, e ele disse que ia começar a bater! Eu disse ‘bata, meu amigo’, mas, não mandei bater no governador, nem do governo do estado”, afirmou o parlamentar.

Gladson e Bestene em encontro feito durante a campanha eleitoral/Foto: reprodução

Bestene era presidente do Partido Progressista na eleição de Gladson Cameli, e foi um dos principais articuladores de uma estratégia que levou à vitória a candidatura da sigla ao Palácio Rio Branco e também à Assembleia Legislativa do Acre, onde os progressistas ocupam três cadeiras.

Em relação ao áudio que vazou, o deputado diz não passar de uma “armação” supostamente orquestrada por opositores do atual governo. “Eu sempre vou defender aquela militância que balançou a bandeira da candidatura majoritária. Desses eu sempre estarei em defesa. Apenas não aceito nomeações de petistas”, explicou ele.

Nota pública

Por meio das redes sociais, Bestene informou, no início da noite de hoje, que não aceitará “armações e muito menos que tentem sujar a minha honra”.

Na ocasião, o deputado destacou que não faz jogo sujo, além de declarar “ser um defensor do governo Gladson Cameli.

Veja a nota na íntegra:

Não vou aceitar armações.

“Não vou aceitar que tentem sujar minha honra.

Não sou homem de fazer jogo sujo.

Sou um defensor do governo Gladson Cameli, que ajudei a eleger, de quem sempre estive ao lado e por quem tenho respeito.

É fato que não concordo com a nomeação de algumas pessoas que são ligadas aos partidos da extinta Frente Popular, de maneira especial do PT.

Minha indignação maior é com aqueles que, nomeados em nosso projeto, ficam zombando de nossa militância. Uma verdadeira injustiça!

Por isso, disse e repito: vamos responder ao ataque desses covardes nas redes sociais, sim. Não vamos permitir que fiquem zombando de nossa luta.

Quem me conhece sabe do meu caráter. Essas armações serão combatidas. E mais uma vez convido os amigos a responderem aos zombadores. Ontem estavam lá do outro lado. Hoje estão em nosso governo, zombando de nós!

Respeitem minha história!

Respeitem aqueles que me elegeram para defender o povo!”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up