Rio Branco, Acre,


Diretor de escola diz que ‘ameaças de invasão’ são boatos entre os alunos

Já o diretor da escola João Aguiar, Wanderlei Rocha, disse que preferiu 'não pagar para ver'

O diretor da escola Edilson Façanha, Valdemir Nicácio, disse ao ContilNet não acreditar nas ameaças de invasão a algumas instituições de ensino do estado, conforme foi divulgado por vários veículos de comunicação ao longo desta semana.

Escola Edilson Façanha, localizada em Rio Branco

Ele disse que tudo não passou de boatos entre os alunos. “Na verdade, desde a manhã surgiram essas conversas, mas não houve nenhuma invasão, ninguém pulando muro, nada disso aconteceu. Mesmo assim, a polícia esteve aqui. Aliás, eles passam duas vezes por dia. Isso já é rotina. Mas, na verdade, não é somente a escola que precisa de segurança. O bairro como um todo está precisando de segurança.”, destacou.

Já o diretor da escola João Aguiar, Wanderlei Rocha, disse que preferiu não pagar para ver. “Houve de fato um boato. Muitas mensagens por redes sociais e pais ligando preocupados. Não recebemos nenhuma ameaça. Mas pelo nível de violência que estamos vivendo em nossa cidade, houve muito temor. Então, nós preferimos não assumir o risco de colocar a vida dos 400 alunos e 50 funcionários que temos aqui e suspendemos as aulas.”

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias