Rio Branco, Acre,


Em almoço solidário, advogado doa alimentação para mais de 100 pessoas na Cidade do Povo

A ação tem o apoio da Igreja Católica, através do pároco da comunidade, padre Mássimo Lombardi

Um dos bairros onde encontra-se a maior concentração de pessoas em vulnerabilidade social de Rio Branco, a Cidade do Povo, é o local onde o advogado Marco Antônio Palácio Dantas  resolveu dedicar-se a desenvolver projetos voluntários que, segundo ele, podem contribuir com o restabelecimento de uma cultura de paz.

O advogado Marco Antônioa Palácio Dantas (centro) participa do almoço./Foto: Cedida

Além do “Dedilhando”, que consiste em ministrar aulas gratuitas de violão a crianças e adolescentes da comunidade, por meio de seu escritório de advocacia, Palácio Dantas oferece toda semana, sempre às quartas-feiras, almoço para cerca de 110 pessoas. Mulheres, homens, crianças e idosos são beneficiados com a ação.

“O objetivo não se restringe a apoio financeiro, mas conviver de perto com a realidade das pessoas, dividindo com elas o mesmo prato. Levar cultura, através da música. Tudo isso faz parte de uma preocupação social.”, diz ele.

Especializado em advogar para pessoas jurídicas, Palácio Dantas justifica que não basta advogar e ficar limitado a um muro. “Eu também defendo os interesses dos meus clientes a partir do momento que os problemas que ele enfrenta, como roubos, furtos, assaltos e outros são evitados. Se conseguirmos estabelecer a paz social, não teremos mais esses prejuízos em nossa sociedade.”, acredita.

Mulheres, crianças, homens, idosos são beneficiados com a ação./Foto: Cedida

Ele lembra que o país vive uma crise financeira, política e social. “Falta tudo para as pessoas. Saúde, trabalho, vivem instabilidade conjugal. Então eu prefiro, ao invés de ficar do lado de cá do muro, sair e fazer a minha parte. Contribuir de alguma maneira. O trabalho voluntário é muito valorizado nos Estados Unidos, e em outros países desenvolvidos.”, destacou.

O almoço solidário conta com sete pessoas da própria comunidade que contribuem de forma voluntária preparando e servindo os alimentos.

A ação tem o apoio da Igreja Católica, através do pároco da comunidade, padre Mássimo Lombardi, que cede o salão paroquial para que o almoço seja servido.

O almoço é preparado por voluntários da comunidade./Foto: Cedida

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias