Rio Branco, Acre,


Ex-primeira dama e filho de Orleir emitem nota de pesar pela morte de “Chiquinho”

Irmão do ex-governador era a bússola a guiar a família nos caminhos da ética, do trabalho e para o sucesso empresarial, diz Bete Cameli

A ex-primeira dama Beatriz Cameli e seu filho Linker emitiram nota de pesar, em Cruzeiro do Sul, pela morte do empresário Francisco Messias Cameli, o “Chiquinho”, irmão mais velho do ex-governador Orleir, falecido na manhã deste sábado(18), aos 73 anos, em Manaus (AM), vítima de câncer no pulmão. Assinada por ambos, a nota é emocionante.

“Profundamente consternada pela notícia do falecimento de Chiquinho Cameli, meu cunhado e irmão querido de meu saudoso companheiro Orleir”, diz Beatriz Cameli. “A amizade, o carinho extremo de irmãos que sempre mantiveram também com o caçula Eládio, sempre foram para mim o exemplo de unidade, de respeito, de amor”, acrescenta.

Dona Beatriz e Linker Cameli/Foto: reprodução

De acordo com a ex-primeira dama, pela idade próxima, Chiquinho, o primogênito, sempre agiu como protetor e mesmo mentor de Orleir. “Sempre me emocionei em presenciar essa ligação exemplar. Chiquinho era a bússola da família, sempre a apontar os caminhos da ética, do trabalho, e da dignidade. Esse patriarca, esteio de uma grande família, deixa filhos, netos e bisneto”, afirmou.

Orleir Cameli e Chiquinho/Foto: reprodução

Para Beatriz Cameli, o falecido “a todos sempre ensinou os valores que também aprendeu, como seus irmãos, com o pai Marmud e a mãe Marieta, de honra e acima de tudo, de que só o trabalho com afinco pode realizar o homem”.

De acordo com a ex-primeira dama, junto com Chiquinho vai também mais um pouco da memória do ex-governador Orleir, “do tempo em que aprendiam os segredos da vida no seringal, nas curvas do rio, na pequena escola mantida por sua tia que lhes ensinou as primeiras letras, no internato dos padres espiritanos”. Com ele vai também, segundo ela, a memória das primeiras batalhas do trabalho árduo, “já com o irmão caçula e sempre amigo e companheiro, Eládio, a conquista da excelência nos negócios, o grande salto empresarial na vida dos três irmãos”.

Beatriz Cameli e seu filho Linker encerram a nota dizendo que estão extremamente tristes mas conscientes da importância de Chiquinho e certos de que a ele soube transformar sua vida em sucessivos exemplos de superações e realizações. “Expresso, junto com meu filho Linker, a todos os parentes e amigos minha eterna saudade e peço ao Senhor o acolha junto com Orleir, para que continuem nos inspirando sempre”, conclui a nota.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias