Rio Branco, Acre,





Em Brasília, Cameli vai se reunir com Moro para debater segurança pública do Acre


Governador também vai se encontrar com ministro da Educação e tentará intervir sobre bloqueio de verbas para Ufac e Ifac

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O governador do Acre Gladson Cameli (Progressistas) viajou no domingo (16) com destino à Brasília para agenda de três dias com ministros, entre eles, o da Educação, Abraham Weintraub com objetivo de  intervir sobre os cortes promovidos pelo governo Bolsonaro na Universidade Federal do Acre e Instituto Federal do Acre (Ifac).

Agenda segue por esta semana/Foto: ContilNet

Na audiência marcada com Weintraub, na terça-feira (18), Gladson declarou ao ContilNet que vai tentar sensibilizar o ministro em relação o bloqueio de 30% das verbas para as universidades federais conforme anunciado no dia 30 de abril. Na Ufac, o corte pode chegar à R$ 15 milhões no orçamento, que poderá inclusive, ter o segundo semestre do ano letivo de 2019 comprometido.

Outra audiência pública de suma importância, será realizada nesta segunda-feira (17), com o ministro Sérgio Moro, para tratar de assuntos relacionados à segurança pública do Acre. “Vamos conversar sobre vários assuntos como recursos que estão pendentes, solicitação de apoio para estrutura e fortalecimento das fronteiras”, explicou Cameli.

Ainda em Brasília, o governador deve se reunir com a bancada federal do Acre e também com o ministro do  Desenvolvimento Regional, Gustavo Henrique  Canudo. O assunto em pauta será a construção de Porto e a contenção do barranco e da Orla do Município de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, terra natal de Cameli.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também