Rio Branco, Acre,





Estudantes da Ufac protestam contra contingenciamento de verbas para educação


Os manifestantes acreditam que se pressionarem o governo federal, o presidente pode ser deposto antes do fim do mandato

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Estudantes da Universidade Federal do Acre (Ufac) se reuniram na manhã desta sexta-feira (14), na Praça da Revolução, em Rio Branco, para fazerem duras críticas ao atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

Estudantes protestam contra cortes na educação/Foto: ContilNet

Leia também: Com possibilidade de corte de R$15 milhões, Ufac pode não iniciar segundo semestre

Eles protestam contra a Reforma da Previdência e contra o contingenciamento de verbas para o ensino superior anunciado pelo governo federal no mês passado onde, segundo a reitora Guida Aquino, a Ufac pode perder R$15 milhões e como resultado, o segundo semestre pode não iniciar.

Para o estudantes, se a classe trabalhadora continuar pressionando o governo, o militar cai do cargo antes de 2022.

Veja: Com corte de R$15 milhões, UFAC reduz serviço de limpeza e funcionamento de biblioteca

Claúdio Junior é aluno de Engenharia Florestal na Ufac/Foto: ContilNet

Cláudio Júnior, aluno de Engenharia Florestal, puxou o coro durante o  protesto às medidas do presidente. ” Se o povo se unir, o Bolsonaro vai cair”.

Estudantes estão reunidos na Praça da Revolução, Centro de Rio Branco/Foto: ContilNet

De acordo com Luana Manchineri, do curso de Biologia, nenhum governo resiste a tantas manifestações populares. “Basta a gente continuar pressionando que ele vai sair do cargo. A reforma é nefasta e mentirosa”, explicou.

A manifestação conta com a presença de vários movimentos sindicais, professores universitários e estaduais.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também