Rio Branco, Acre,





Exonerações de secretário e agora do líder na Aleac será objeto de reunião no governo


Gladson Cameli vai reunir deputados e assessores para por fim ao início do que parece uma crise de Governo

TIÃO MAIA, DO CONTILNET

A aparente crise enfrentada pelo Governo do Estado nos últimos dois dias, quando sofreu baixas como pedido de exoneração do secretário extraordinário de Articulação Política, Ney Amorim, e agora a manifestação de insatisfação do deputado Luis Tchê na condição de líder na Assembleia Legislativa, será objeto de uma ampla reunião nesta quinta-feira (20), informou uma fonte do Palácio Rio Branco.

Gladson Cameli foi pego de surpresa/Reprodução

A mesma fonte disse que o governador, que foi pego pela crise em Brasília, onde se encontra em companhia do vice-governador Wherles Rocha negociando a transferência de recursos para o Acre, não quer falar sobre o assunto por telefone.

“Ele vai falar pessoalmente”, disse a porta-voz do governo, jornalista Mirla Miranda, confirmando a reunião para a quinta-feira. Ela não quis confirmar se o governador vai aceitar o pedido de demissão do cargo de líder manifestado pelo deputado Luis Tchê e se já teria um substituto. “Após a reunião, ele dará todos esses esclarecimentos”, disse a porta-voz.

Até o momento não há confirmação oficial por parte do deputado Luiz Tchê sobre a possível saída.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também