Rio Branco, Acre,


Latam apresentará estudo de viabilidade para voo internacional entre Acre e Peru

Para atrair companhia aérea, Governos do Acre, Amazonas e Rondônia estão unidos para eliminar taxas aeroportuárias e impostos sobre o combustível

A concretização do retorno do voo internacional entre Brasil e Peru, via Norte do país, pode estar cada vez mais próximo de se tornar realidade. Nesta quarta-feira, 12, o governador Gladson Cameli, juntamente com o embaixador do Brasil no Peru, Rodrigo Baena, o senador Sérgio Petecão, os deputados federais Jessica Sales e Manuel Marcos e o governador de Rondônia, Marcos Rocha, estiveram reunidos com o gerente central de Assuntos Corporativos da Latam Airlines Peru, Antonio Olórtegui.

A intenção é começar com um voo semanal que passe por Manaus(AM), Porto Velho(RO), Rio Branco com destino às cidades peruanas de Puerto Maldonado ou Cusco. (Fotos: Iraci Messias/Secom)

O representante da companhia aérea explicou que a implantação da nova rota depende de um estudo de viabilidade econômica e do potencial de passageiros que a região oferece.

“A Latam precisa de um terreno fértil para que possa fazer a instalação de um voo. Além desse estudo, temos que verificar quais são as garantias que os Governos locais nos darão ou saber o que nos será imposto para que possamos analisar, de maneira comercial, a sustentabilidade de um voo deste porte”, frisou.

Coube ao governador Gladson Cameli assegurar que os estados do Acre, Amazonas e Rondônia abrem mão da cobrança no imposto sobre o combustível de aviação como forma de incentivar a vinda do voo internacional.

“Quando o Governo abre mão de arrecadar imposto é porque acreditamos no sucesso desta nova rota que tanto sonhamos e não podemos mais perder tempo indo até o Sul do país pegar um avião com destino ao Peru ou a outros países. Somente na Amazônia, são mais de 20 milhões de habitantes que têm total interesse que essa rota comece logo a funcionar”, argumentou.

A intenção é começar com um voo semanal que passe por Manaus(AM), Porto Velho(RO), Rio Branco com destino às cidades peruanas de Puerto Maldonado ou Cusco.

Somente no último ano, 200 mil brasileiros visitaram o Peru e outros 120 mil peruanos conheceram o Brasil. Para o senador Sérgio Petecão, este número pode ser ainda maior e enfatizou que as bancadas federais dos três estados atuarão juntas para que a União também facilite a implantação do voo internacional.

“Já participei de diversas reuniões para tratar deste mesmo assunto e nada de concreto foi firmado. Vamos pedir que o Governo Federal abra mão de taxas aeroportuárias e lutar para que possamos proporcionar às melhores condições para que a Latam ou outra empresa aérea instalem este voo em nossa região”, pontuou.

Diante das vantagens apresentadas na reunião, Olórtegui afirmou que o estudo de viabilidade será apresentado pela Latam até o mês de agosto e que as condições são propícias para o início da operação aérea.

“Saímos dessa reunião otimistas com a sinalização da Latam em verificar a viabilidade do voo e eu não tenho dúvida que a Latam ou qualquer outra empresa não terão prejuízos financeiros, pelo contrário, vão querer ampliar o número de voos em um curto espaço de tempo”, comemorou o governador Gladson Cameli.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você