Rio Branco, Acre,





Foto capa

Pimenta no Reino

Nova secretária de Saúde deve ser convocada a comparecer à Assembleia Legislativa


Substituta de Alysson Bestene teria que explicar aos deputados o plano de ação para melhorar o atendimento à população

Foto capa TIÃO MAIA, DO CONTILNET

Convocação em marcha

Mal esquentou a cadeira, a secretária de Saúde, Monica Feres, deverá ser compelida a dizer qual é o seu plano para melhorar o sistema de saúde do Governo. A convocação deverá ser feita Assembleia Legislativa, na semana que vem, inclusive com votos de deputados da base de apoio ao Governo. Será um novo teste para o líder do Governo na Assembleia, deputado Luis Thcê (PDT).

Nada à esconder

Da Assembleia também emerge a informação de que se os deputados fizerem questão de ouvir a secretária Monica Feres, é provável que a bancada governista, através de seu líder, não vá se opor. Tchê é de opinião de que, quando não se tem nada a esconder, não há motivo para a recusa de ir ao parlamento. Se sua convocação for aprovada, a medica Mônica, que já está há mais de uma semana no cargo, vai ter que dizer por onde deve começar a trabalhar.

Mônica Feres/Foto: Reprodução

Fantasmas de carne e osso

Da Secretaria de Saúde também chega a informação de que a secretária Mônica Feres já tem uma lista de pessoas que devem ser exoneradas. São pelo menos 30 nomes já encaminhados à chefia do gabinete civil. Seriam pessoas nomeadas para o exercício de cargos em comissão e que não deram as caras nos locais onde deveriam trabalhar. Coincidência ou não, os salários correspondentes às funções foram religiosamente sacados na rede bancária, o que revela que os fantasmas, na verdade, são de carne e osso.

Ranger de dentes

As atenções na próxima semana também estarão voltadas para as páginas do Diário Oficial. É lá que estarão a lista dos fantasmas a serem degolados. Vai haver ranger de dentes porque muitos dos que serão demitidos foram indicados por políticos. Há até a informação de que algumas dessas pessoas, se não compareciam aos locais de trabalho, era porque estavam “à disposição” de políticos, de deputados, principalmente.

Tragédia e solidariedade

Elogiável, sob todos os aspectos, o comportamento do governador Gladson, da primeira-dama Ana Paula Cameli e de sua equipe no atendimento às vítimas daquela tragédia no rio Juruá, com a explosão de um barco que feriu 18 pessoas e das quais quatro já morreram. Desde as primeiras horas do acidente, o governo tem procurado assistir as vítimas de forma humana e solidária, mas infelizmente a proporção da tragédia foi tão grande que, apesar de todo o esforço do governo, as mortes não podem ser evitadas.

Rede Sustentabilidade

Se engana quem pensa que a Rede Sustentabilidade, o pequenino partido fundado nacionalmente pela ex-senadora e ex-ministra Marina Silva, mesmo que não tenha representantes locais em governos ou casas legislativa, está fora do contexto político. Pelo contrário. O Partido deverá participar das eleições de 2020 com chapa pronta, de vereador e prefeito.

Cenário de 2020

Foi o que a executiva estadual do Partido decidiu na manhã deste sábado (15), numa reunião de seus filiados no auditório da Assembleia Legislativa. De acordo com o porta-voz da Rede Sustentabilidade no Acre, Júlio César Freitas de Souza, a reunião teve três eixos: discussão sobre o futuro da Rede, reestruturação das executivas estadual e municipal e, claro, debates sobre os cenários das eleições do ano que vem. A Rede está vivo, disseram os dirigentes.

Procura-se candidato

Outro partido que deverá ter candidato a prefeito em Rio Branco em busca de palanque para seus candidatos a vereadores é o PSD, do senador Sérgio Petecão. É o que o parlamentar tem dito de forma reservada – embora, publicamente, venha declarando que não quer debater as eleições municipais fora da época, ou seja, só no ano que vem. Petecão tem procurado inclusive nomes para candidato a prefeito.

Sérgio Petecão/Foto: Reprodução

Arquelau de Castro Melo

Um nome sempre muito lembrado a cada eleição que se aproxima é o do desembargador aposentado Arquelau de Castro Melo. Na era petista, ao qual o magistrado sempre fora muito próximo, desde a época em que era advogado militante no Acre, Arquelau andou até oferecendo seu nome para as disputas majoritárias, mas acabou preterido, o que o magoou profundamente e o fez se afastar de vez do petismo. Desde então, tem sido sondado por partidos ideologicamente mais à direita, o que tem sido a causa de sua recusa. O partido da vez a sondar o desembargador é o PSD, de Petecão.

Desencanto com a política

Se alguém não lembra, Arquelau é irmão do ex-deputado estadual Ivan Melo, o primeiro petista eleito no Acre, em 1986. Como o primeiro suplente de Ivan Melo era o sindicalista Chico Mendes, a cúpula petista na época pressionava o deputado a se licenciar para que o futuro mártir do ambientalismo internacional, tivesse uma chance no parlamento – o que o então deputado nunca cedeu. A pressão foi tamanha que Ivan acabou por sair do Partido e se desencantar com a política e com o próprio Acre ao ponto de ter-se mudado para Manaus (AM) e aqui não vir nem a passeio.

Mesquita Júnior

O nome de Arquelau Melo foi preterido pelo petismo em 2002, quando ele queria ser candidato ao Senado. Na época em que o PT elegia até um poste, o escolhido foi o advogado Geraldo Mesquita Júnior, o “Geraldinho”, que acabou sendo companheiro de chapa da então senadora Marina Silva e acabou eleito numa coligação com o PSB. O filho do ex-governador Geraldo Mesquita, no entanto, acabou mordendo as mãos petistas que tanto o afagaram. Foi outro que desencantou e também desencantou-se com a política.

Jovens democratas

Estudantes do Colégio Acreano estiveram no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) na manhã deste sábado (15) participando do terceiro ciclo de palestras do projeto “Jovens pela Democracia”, de iniciativa da Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal. A palestrante foi a presidente do TRE, desembargadora Regina Ferrari. Ela falou sobre Ética e Política aos estudantes, encerrando o último ciclo de palestras desta edição.

Mandamentos da ética

A desembargadora fez uma abordagem sobre os dez mandamentos da ética, dentre eles, fazer o bem, saber escolher, praticar as virtudes, viver a justiça e cultivar o amor. “Todos nós temos o dever da ética, de fazer o nosso melhor para construirmos uma sociedade mais justa e democrática. E é através da educação, do conhecimento e da prática do bem que vamos viver dias melhores”, destacou a presidente.

Concurso de redação

A presidente agradeceu a participação dos estudantes nos três ciclos de palestras, ocorridos aos sábados e realizou o sorteio de livros. O encerramento das atividades contou com a entrega de certificados e exemplares da Constituição. Além disso, foram anunciados os nomes dos vencedores do concurso de redação, cujo tema foi Democracia e Ditadura. Riquel Alves de Souza, Natália Silva Rodrigues e Ana Eduarda Miranda Ferreira foram os primeiros colocados, nessa ordem. Eles foram agraciados com livros, e o primeiro colocado, Riquel, foi presenteado pela presidente do Tribunal com um tablet.

Edital de obras em Brasiléia

As empresas interessadas em participar da licitação das obras do Contorno Rodoviário de Brasileia e da Construção da Ponte sobre o Rio Acre já podem retirar o edital. A data de retirada do documento vai até o próximo dia 26. Está no Diário Oficial deste sábado (15). O edital de licitação estará aberto no próximo dia 31 de julho, a partir das 9 horas, caso não exista nenhum recurso ou questionamento de licitantes.

Endereço e horário de retirada

De acordo com a presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Maria Dulcenir Linhares de Souza, o edital pode ser obtido por meio dos sites www.licitacao.ac.gov.br e www.ac.gov.br, ou diretamente na Secretaria Adjunta de Licitações, cujo endereço é Estrada do Aviário nº 927, no bairro Aviário – CEP 69.900-830 – Rio Branco – AC – telefone (68) 3215-4604. A retirada pode ser feita nos horários das 8h às 12 horas e das 14h às18h.

Carnavale 2019

Por falar em Brasiléia, a prefeita petista Fernanda Hassem quer promover o maior carnaval fora de época do Estado, o chamado Carnavale, nos primeiros dias de julho, quando a cidade também faz aniversário de fundação. Espera pelo menos 40 mil pessoas para a festa, que terá como atração nacional a banda “Chiclete com Banana” e, local, o cantor Alamo Kario.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Outras Notícias