Rio Branco, Acre,





Primeiro campeonato de futebol é realizado no presídio feminino de Rio Branco


Com seis times e envolvendo 50 presas, a abertura aconteceu no campo da própria unidade

ELENILSON OLIVEIRA, SECOM

A exemplo da Copa do Mundo de Futebol Feminino, o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) iniciou na última quinta-feira, 20, o 1º Campeonato de Futebol da Unidade Penitenciária Feminina de Rio Branco. Com seis times e envolvendo 50 presas, a abertura aconteceu no campo da própria unidade.

Bola na rede, domínio no pé, clima de competição e muita diversão. Assim foi a tarde que marcou a abertura do campeonato. No rosto das reeducandas, o sorriso de quem encontra um momento de descontração ao lado das companheiras do cárcere.

Bola na rede, domínio no pé, clima de competição e muita diversão Foto: Iapen

O presidente do Iapen, Lucas Gomes, considerou a programação como inovadora e afirmou que “além das ações que ocorrem rotineiramente no presídio feminino, como as oficinas de trabalho e as atividades de profissionalização e educação, a unidade tem buscado trabalhar também com atividades de recreação como esta, em é possível ver a mudança do clima em um ambiente que por si só é pesado”.

Para o diretor da unidade, Marcelo Lopes, é importante considerar o envolvimento das presas diante dessas atividades, uma vez que elas consideram o momento como uma alternativa para vencer o dia a dia no cárcere. “As detentas que estão participando do campeonato entenderam que, com disciplina e respeito, é possível conquistar momentos como esse. Todas elas passaram por uma pré-seleção que considerou o bom comportamento e o histórico dentro da penitenciária”, disse.

O campeonato segue sua programação até o dia 31 de julho, quando será realizada a cerimônia de premiação com entrega de medalhas e troféu à equipe campeã, contando, ainda, com a presença dos familiares.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também