Rio Branco, Acre,





Rodrigo Damasceno nega filiação no partido do governador mas admite: “somos amigos”


O ex-prefeito de Tarauacá era filiado ao PT, do qual se desfiliou este ano

LAMLID NOBRE, DO CONTILNET

Rumores de que o ex-prefeito de Tarauacá Rodrigo Damasceno poderia estar se filiando ao partido do governador Gladson Cameli, o Progressistas, para concorrer nas eleições municipais de 2020 à Prefeitura do município foram desmentidas pelo ex-gestor.

Rodrigo Damasceno é medico./Foto: Reprodução

“Realmente eu considero o Gladson como amigo, mas não tratamos recentemente sobre esse assunto. O que há são especulações.”, afirmou Rodrigo Damasceno.

Médico de carreira, Damasceno declarou ao ContilNet que permanece exercendo sua profissão, atendendo a população, cuidando da família e que não pretende voltar ao cenário político.

“Não me vejo disputando um cargo político, por isso não vejo razão para filiação. Mas tenho uma boa relação com membros do PP, assim como com outros partidos. Talvez a especulação tenha surgido por conta da amizade com o Gladson, que da minha parte, vai além da política.”, destacou.

Rodrigo Damasceno era filiado ao Partido dos Trabalhadores, do qual se desfiliou em março deste ano. Foi prefeito de Tarauacá de 2013 e 2016, quando se candidatou a reeleição, mas não obteve sucesso nas urnas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também