Rio Branco, Acre,

Manuel Marcos solicita informações sobre estudo de viabilidade de construção das rodovias da BR-307 e 409 que integram municípios isolados

"Como representante do povo solicito as referidas informações, pois, a população menos favorecida economicamente sofrem em viagens de barco"

O deputado federal Manuel Marcos (PRB), solicitou informações ao Ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, qual o andamento dos estudos de viabilidade de construção da BR-409 e 307 no Estado do Acre que integrariam três municípios isolados.

“Como representante do povo solicito as referidas informações, pois, a população menos favorecida economicamente sofrem em viagens de barco, que no período de seca dos rios chega a durar até 14 dias, o transporte fluvial não oferece qualidade nem segurança para os passageiros, eles viajam em embarcações que transportam cargas de mercadorias e até combustíveis para esses municípios”, afirma o republicano.

Manuel Marcos/Foto: ascom

O Estado do Acre ainda tem quatro municípios isolados via terrestre, sendo Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Santa Rosa do Purus e Jordão, cuja população é de 44.671 mil habitantes no total. A BR-307 integraria os municípios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter à Cruzeiro do Sul, e a Br-409, ligaria o município de Santa Rosa do Purus ao de Feijó.

Manuel Marcos afirma que o anúncio por parte da Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes DNIT no Estado do Acre em 2016, divulgou que em 2017 seria iniciado um estudo de viabilidade de construção das referidas BR´s e que esse estudo ficaria pronto em dois anos.

“Esse estudo é de fundamental importância para darmos respostas para a população e amenizar os transtornos vividos pelas pessoas que moram nesses municípios isolados no Estado do Acre”, encerrou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários