Rio Branco, Acre,

PFAC diz que ainda não cumpriu todos os mandatos de prisão da Operação Mão Dupla

Segundo divulgou a PF, os contratos da empresa “foram firmados entre o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) e a empresa investigada

A assessoria de imprensa da Polícia Federal do Acre (PF-AC), declarou na manhã desta quarta-feira (10), que até o momento a polícia ainda não realizou todos os mandatos de prisão e de busca e apreensão contra os envolvidos no superfaturamento, em contratos de manutenção e conservação na BR-364. O nome da empresa e número de envolvidos do Acre ainda é mantido em sigilo.

Operação foi deflagrada pela PF/Foto: ContilNet

A Operação Mão Dupla foi  deflagrada nas primeiras horas desta quarta-feira (10), no estado de Rondônia. Ao todo, serão cumpridos 7 mandados de prisão preventiva e 10 de buscas e apreensão contra suspeitos de Rondônia e do Acre.

Segundo divulgou a PF, os contratos da empresa “foram firmados entre o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) e a empresa investigada com valor total superior a R$ 186 milhões”. Assim que concluída a Operação, a PF deve divulgar mais informações precisas sobre o assunto.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários