Rio Branco, Acre,


Embaixador do Reino Unido, Vijay Rangarajan visita o Acre nesta quinta-feira

Rangarajan conhecerá experiências ambientais bem sucedidas e acompanhará investimentos realizados pelo Reino Unido

Conhecer as experiências bem sucedidas na área ambiental é o principal objetivo da visita do embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, ao Acre nesta quinta-feira (3). O emissário britânico acompanhará os investimentos destinados por seu país por meio do programa global REDD Early Movers (REM).

No estado, Rangarajan cumprirá uma extensa agenda oficial. Durante audiência com o governador Gladson Cameli, o vice-governador, Major Rocha, e secretários estaduais, o embaixador tratará das ações voltadas ao desenvolvimento sustentável financiadas pelo Reino Unido por meio do programa REM. Também está programada uma visita ao Centro Integrado de Monitoramento do CAR/PRA localizado na Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), onde serão discutidas estratégias e oportunidades para reduzir o desmatamento.

Na sede da Comissão Pró-Índio, será apresentado ao embaixador britânico as principais políticas climáticas e ambientais adotadas pelo governo acreano. Já na próxima sexta-feira, 4, Vijay Rangarajan conhecerá as instalações da Cooperacre, umas das maiores indústrias de beneficiamento de castanha do país e extrativismo sustentável.

Gladson Cameli enfatizou que investimentos são bem vindos ao Acre. O governador disse ainda que o estado atrai atenção do mundo inteiro por estar na Amazônia e que é preciso utilizar esta posição geográfica estratégica para que mais recursos sejam destinados para a preservação ambiental e o desenvolvimento de projetos que também beneficiem a população local.

“A visita do embaixador britânico será muito importante porque teremos a oportunidade de mostrar aquilo que vem sendo realizado no nosso estado na área de preservação ambiental e também teremos a oportunidade de mostrar que o nosso governo defende o desenvolvimento do Acre de maneira sustentável, sem precisar devastar a floresta. Tenho certeza que será um encontro muito proveitoso e capaz de render outras parcerias para o futuro”, destacou.

O governo britânico apoia o governo do Acre no fortalecimento da proteção das florestas e do clima, como doador do Programa REM. O Reino Unido comprometeu-se no Acordo de Paris a contribuir com pelo menos 5,8 bilhões de libras, entre 2016 e 2021, para ações ao redor do mundo que contribuem com o combate a mudança do clima.

“A caminho da COP-26, temos um princípio para a parceria com o Brasil: promover o crescimento sustentável de baixo carbono e o livre comércio. Em complemento aos nossos diálogos com o Governo Federal e o Poder Legislativo, a conversa com os governadores da região amazônica e agora esta visita ao Acre, para acompanhar de perto o progresso das nossas parcerias, traz importantes elementos para compreender a realidade local e verificar como podemos progredir juntos em defesa da Amazônia”, afirmou o embaixador.

O Reino Unido visa apoiar a erradicação internacional da pobreza, ajudando países emergentes no gerenciamento de riscos; adaptação e resiliência aos impactos da mudança do clima; promoção do desenvolvimento de baixo carbono em escala; e apoio ao manejo sustentável dos recursos naturais para redução do desmatamento. O Brasil é um dos quatro maiores receptores deste financiamento, que é utilizado no manejo de florestas, agricultura, soluções sustentáveis nas cidades e infraestrutura.

Sobre o Programa REDD Para Pioneiros (REM)

Lançado na Conferência Rio+20 em junho de 2012, o REM é uma iniciativa inovadora da Assistência Oficial ao Desenvolvimento da Alemanha (ODA) que premia os pioneiros em proteção florestal e mitigação da mudança do clima. Ele tem como alvo países ou regiões que já tomaram iniciativas para proteger florestas. O Programa fornece pagamentos baseados em desempenho para reduções verificadas de emissões do desmatamento, dessa forma, dirigindo o REDD+ de acordo com as decisões acordadas na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC).

O Programa é implementado pelo KfW Development Bank em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), e encomendado pelo Ministério Federal Alemão para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (BMZ). Em 2012, o Acre foi o primeiro estado do Brasil a receber financiamento com base em resultados para reduções de emissão verificadas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias