Rio Branco, Acre,


Governo vai apresentar projeto de reforma previdenciária do Estado na Aleac

A informação foi dada pelo governador Gladson Cameli, ao participar do Fórum Nacional de Governadores

O Governo do Acre vai apresentar para a Assembléia Legislativa um projeto de reforma previdenciária do Estado. A informação foi dada pelo governador Gladson Cameli, ao participar do Fórum Nacional de Governadores, nesta terça-feira, 7, em Brasília.

A expectativa dos governadores é de que os estados sejam incluídos nessa reforma por meio da chamada PEC paralela, em análise no Congresso Nacional. Mas diante da incerteza e da crise financeira enfrentada pelo Estado, o governador disse que adiantará o processo.

“Vou mandar esse projeto o quanto antes, porque o Acre enfrenta uma situação de emergência financeira e não podemos mais esperar”, disse o governador, exemplificando: “O déficit da Previdência no meu Estado em janeiro deste ano foi de R$ 40 milhões e já estamos caminhando para R$ 50 milhões, porque a conta cresce mensalmente e quem paga essa conta é o povo, que não pode mais esperar”.

A reunião ocorreu em Brasília/Foto: Reprodução

O governador defendeu medidas como a reforma tributária, “para facilitar a vida de quem paga imposto, fortalecer a economia e gerar emprego no Estado”, assim como uma atenção especial aos estados de fronteira na divisão do Fundo Nacional de Segurança Pública e dos recursos provenientes dos royalties do petróleo.

“Temos alta incidência de contrabando de armas e drogas por nossas fronteiras. Estamos montando um batalhão de fronteira, em parceria com o governo federal, mas precisamos de mais apoio”, explicou o governador, que também defendeu a manutenção e reforço do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização Profissional (Fundeb).

Gladson Cameli lembrou que o Fórum de Governadores tem debatido repetidamente essas pautas, mas que o Congresso Nacional precisa dar resposta urgente para esses problemas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias