Rio Branco, Acre,


Sindicato dos Médicos se reúne com Mônica Feres para discutir PCCR da categoria

A reunião aconteceu na própria sede da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre)

No início da noite desta segunda-feira (7), o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed/Ac), doutor Murilo Batista, acompanhado do assessor econômico do sindicato, Ressine Jarude, esteve reunido com a secretária de Saúde do Acre, Dra Mônica Feres, e o diretor, Dr. José Ribamar, para tratarem sobre o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da categoria médica.

A reunião aconteceu na própria sede da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre). A reunião foi mais uma das etapas de negociações já estabelecidas com a atual gestão. Além dos pontos já elencados pelo PCCR que especifica 15 pontos, Dr Murilo Batista também fez questão de tratar de pautas imediatas como retirada de ganhos dos salários dos médicos, retirada de insalubridade de alguns médicos e pagamentos de plantões extras.

Doutor Murilo Batista afirmou à secretária que é preciso haver o caso da padronização do valor de pagamento de insalubridade e a melhoria no valor pago por plantões extras como forma de incentivo ao profissional médico.

“Isso resolveria o problema com os furos nas escalas de plantões. Temos inúmeros colegas que hoje trabalham aqui do lado, em Rondônia, e que lá recebem R$ 2,5 mil reais por plantão extra e por isso acabam abandonando o Acre”, diz Dr Murilo Batista.

O presidente do sindicato também defendeu com ênfase a progressão salarial na carreira médica, que os valores sejam pagos de acordo com a formação profissional e titulação do profissional.

O sindicato também definiu que nos próximos dias irá se reunir novamente com a secretária para continuarem debater ponto a ponto as negociações do PCCR.

Caso Brasileia

Dr Murilo Batista levou até a secretária Dra Mônica Feres o relatório de deficiências do hospital regional de Brasileia onde há sobrecarga de trabalho para os médicos e falta equipamentos, remédios e insumos.

Dr Murilo frisou ainda que se faz urgente que a Sesacre providencie segurança para os médicos da unidade, haja vista que a segurança que o hospital dispõe é apenas patrimonial.

A secretária garantiu ao sindicalista que providenciará melhorias para o hospital e que automaticamente beneficiara os médicos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias