Rio Branco, Acre,


Vereadores realizam audiência pública nesta sexta para que Energisa explique aumentos

Ministério Público e Procon/Ac, além de outros órgãos foram convidados para o debate que ocorre na Câmara Municipal

A Câmara Municipal promoverá nesta sexta-feira (4) uma audiência pública com a Energisa para que a empresa preste esclarecimentos sobre o aumento na conta de energia em Rio Branco. O debate, que contará com a presença de diversos institutos de fiscalização, controle e comércio, foi um requerimento do vereador João Marcos Luz (MDB), com aprovação unânime dos vereadores da Casa Legislativa.

“Vai ser importante a presença da população na Câmara para que façamos uma grande audiência. A sociedade precisa de uma resposta. Não vamos aceitar que o rio-branquense seja lesado. Lutar contra os abusos da Energisa não é coisa de comunista, nem capitalista, é questão de bom senso”, declarou o emedebista.

Luz afirmou que a Audiência Pública também será uma oportunidade para buscar informações da Energisa sobre quais investimentos foram executados e quais ainda serão realizados em Rio Branco.

“É necessário que a Energisa apresente o investimento já realizado na cidade e o que será investido nos próximos anos. É justo a Energisa nos explicar como funciona o critério para o cálculo do consumo mensal. Quem participar poderá fazer estes e outros questionamentos à empresa”, explicou o vereador João Marcos Luz.

Além da direção da Energisa, os seguintes institutos foram convidados para a Audiência Pública: Ministério Público Federal no Acre (MPF); Ministério Público do Acre (MP/AC); PROCON; Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (ACISA); Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC); Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC); Conselho de Consumidores da Energisa Acre; Procuradoria-Geral do Estado do Acre (PGE); Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC); Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE); Defensoria Pública da União no Acre (DPU); União das Associações de Moradores de Rio Branco (UMARB); e a comunidade em geral.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias