32.3 C
Rio Branco
21 outubro 2021 6:46 pm

Drama sobre o Dilema da Supermulher, série amorzinho e muito mais. Confira!

POR ASTORIGE CARNEIRO, PARA CONTILNET

Última atualização em 12/04/2021 10:28

Para relembrar a potência que é o poder das mulheres (não só dia 8 de março, mas todos os dias), a edição desta semana traz indicações onde o protagonismo feminino move as tramas, impacta e causa as mais intensas emoções. Confira!

AGENDA CULTURAL

Mas antes, clica AQUI e dá uma espiada na programação separada pelo ContilNet. Tem teatro, cinema e muito mais em Rio Branco.

O DILEMA DA SUPERMULHER

Em “Como Nossos Pais”, a diretora Laís Bodanzky traz na personagem Rosa (Maria Ribeiro) dilemas envolvendo a vida profissional, a relação entre mãe e filhas e toda a dinâmica que envolve estar em um casamento. Sem buscar soluções fáceis para a jornada da protagonista, que tem um segredo bombástico revelado pela mãe logo no começo do filme, a obra com certeza vai despertar diálogos importantes – principalmente entre as próprias mulheres.
Disponível na Netflix

PARA MARATONAR – parte I

Baseada na série literária de sucesso escrita por Elena Ferrante, “A Amiga Genial” vai até Nápoles dos anos 1950 para mostrar, em meio à violência e vulnerabilidade social, o surgimento e fortalecimento da amizade entre duas meninas. Se prepare porque o turbilhão de emoções é garantido – e a segunda temporada chega ainda este ano.
Disponível na HBO, HBO GO e nos torrents da vida

PARA MARATONAR – parte II

Esse cristal perfeito infelizmente já foi encerrado após uma terceira temporada, mas “Anne With An E” merece ser vista – e revista! A história da órfã Anne, que é acolhida por dois irmãos em Green Gables, traz um crescimento de personagem e uma vaaaasta lista de temas ao longo de seus episódios: feminismo, direitos da mulher, questões LGBT+, preconceito racial, diferenças socioeconômicas… O que não falta é assunto, e tudo trabalhado de forma coesa e sensata. Maratona tudo que você não vai se arrepender.
Disponível na Netflix e nos torrents da vida

VIRANDO A PÁGINA

Inspirada nas heroínas românticas e trágicas, como Madame Bovary, Julieta e Ofélia, a autora Manoela Sawitzki construiu no livro Suíte Dama da Noite uma personagem movida pela paixão. Presa aos laços de uma mãe ausente, um pai doente, uma tia cuidadosa e um amante omnipresente mas inacessível, a personagem Júlia Capovilla é uma personificação da espera, da sensação de incompletude. Uma história que mistura confissão e vivência, redemoinho e salvação. Nas palavras do escritor angolano Ondjaki, que assina a orelha do livro: “Manoela Sawitzki inscreve assim, na literatura contemporânea brasileira, um poderoso retrato das querenças, relações e contradições humanas, partindo do olho de um oculto furacão chamado Júlia.”

PARA A PLAYLIST

 

 

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.