Rio Branco, Acre,


Ex-chefe da F1 sobre comentário racista: “Não tenho culpa de ser branco”

Bernie Ecclestone havia dito que "em muitos casos, negros são mais racistas do que brancos" e foi criticado pelo piloto Lewis Hamilton

O ex-chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, foi bastante criticado por comentários feitos na semana passada. Em uma entrevista, ele afirmou que “em certos casos, negros podem ser mais racistas do que brancos”. Lewis Hamilton, hexampeão da Fórmula 1, afirmou que a fala foi “ignorante”.

Em entrevista para o The Mail, Ecclestone procurou fazer um um mea culpa, afirmando que sempre foi a favor de negros. “Eu já conheci muitas pessoas brancas que não gostava, mas nunca conheci um negro do qual eu não gostasse”, ele disse.

PUBLICIDADE

“Aliás, o pai do Lewis queria começar um negócio comigo. Eu nunca teria considerado a ideia se eu fosse racista”, completou.

Para Ecclestone, no entanto, ninguém deixa de conseguir um emprego devido à sua cor de pele e que, de repente, “virou moda falar sobre diversidade”.

“Eu não tenho culpa de ser branco ou de ser baixinho. ”, tentou se defender, sobre as críticas recebidas. “Já sofri bullying na escola e tive que me defender. Os negros têm que se defender também”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up