Rio Branco, Acre,


MPAC investiga três casos de abandono a idosos com coronavírus em Rio Branco

Eles foram largados em unidades de saúde pelas famílias, que podem responder criminalmente

Membros de três famílias poderão responder criminalmente por abandono de idosos a partir de investigações do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC). O órgão identificou que três senhores de idade avançada, todos com coronavírus, foram largados doentes em unidades de saúde de Rio Branco.

Um deles, com 70 anos de idade, teve alta e chegou a ficar duas semanas no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into) à espera dos filhos. Ele acabou sendo transferido, nos últimos dias, para o Lar Vicentino.

PUBLICIDADE

Outros dois foram abandonados pela família na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito. Familiares mais distantes foram procurados pela assistência social do hospital para socorrer os idosos e darem informações sobre os parentes próximos.

As investigações para identificar as famílias e os motivos que levaram ao abandono ainda estão em andamento pelo MPAC. A pena para quem abandona idoso é de seis meses a três anos de prisão. Se houver lesão corporal grave como consequência do abandono, a pena pode chegar a cinco anos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia