Rio Branco, Acre,


Sem shows na agenda, Gustavo Mioto demite 18 pessoas da equipe

O sertanejo ofereceu um acordo aos funcionários para que eles tivessem seus direitos trabalhistas garantidos

Parece que a crise ocasionada pela pandemia do novo coronavírus atingiu em cheio o setor cultural, onde grandes nomes da música, sem poder se apresentar, teve que reorganizar suas equipes e dispensar alguns profissionais que trabalhavam para eles.

Um destes artistas é o cantor Gustavo Mioto que teve que demitir sua banda, equipe técnica e motoristas. O cantor até tentou ao máximo manter o contrato de trabalho de 18 profissionais.

PUBLICIDADE

Segundo informações do colunista Leo Dias, do site ‘Metrópoles’, como o escritório do artista não tinha nenhuma previsão para novos shows, o sertanejo conversou com os trabalhadores e eles entraram num acordo para que fossem demitidos e assim recebessem seus direitos.

Mioto afirmou que assim que tudo normalizar e os shows voltarem a acontecer, os trabalhadores serão recontratados.

A assessoria do artista contou que Gustavo manteve sua equipe empregada por mais de três meses sem realizar shows pelo país e com forte queda de faturamento. “A conversa com a equipe já estava rolando há pouco mais de um mês, foi tudo em comum acordo entre as partes. Até que os shows voltem ao normal em meados de 2021, decidiram por liberar os profissionais para que eles possam ter outras oportunidades até tudo se normalizar. Não foi uma demissão em massa e do dia para a noite, é uma dispensa temporária. O escritório manteve até quando pôde tudo, sem demitir e/ou reduzir salários, foram um dos poucos que conseguiram fazer isso”, informou a equipe do artista.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia