Rio Branco, Acre,


Socorro Neri se reúne com profissionais para discutir reabertura do comércio

Atentamente, Socorro ouviu a todos e falou sobre a preocupação da Prefeitura com a situação atual

Mesmo com Rio Branco ainda no nível vermelho – que impede, por hora, a reabertura do comércio -, de acordo com o plano “Convívio sem Covid”, do Governo do Estado, a prefeita Socorro Neri se reuniu na tarde desta quinta-feira com representantes de categorias profissionais e conselhos de classe para conversar sobre como se dará a retomada das atividades, por hora suspensas.

Neri acredita que o encontro ajuda na descoberta de possibilidades seguras para o fortalecimento da economia, reforçando os cuidados necessários a serem tomados.

PUBLICIDADE

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas, sapatos, criança e atividades ao ar livre

“Mantendo o diálogo aberto com todas as categorias e setores da economia, encontraremos o caminho mais seguro e possível para cada fase da crise”, disse.

Atentamente, Socorro ouviu a todos e falou sobre a preocupação da Prefeitura com a situação atual que estamos enfrentando.

“Iniciamos um ciclo de conversas com as categorias profissionais, com os conselhos de classe e teremos na sequência setores da economia de Rio Branco, de modo a tratarmos do plano ao qual o município aderiu que é o pacto “Acre sem Covid” e ao mesmo tempo dos protocolos sanitários necessários para a retomada das atividades que hora estão suspensas. É a busca de nos prepararmos para essa nova normalidade que nós teremos que viver, mas com cautela, com base cientifica como estamos fazendo, buscando evitar ter que recrudescer medidas como está ocorrendo em outras capitais brasileiras”, finalizou.

A reunião contou com a participação do diretor da Câmara de Gestão Pública (CGP) do Conselho Federal de Administração (CFA), Fábio Mendes Macêdo, e do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Acre, Erick Venâncio Lima do Nascimento.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia