Rio Branco, Acre,


Contra fechamento de igrejas, deputados evangélicos críticam comitê Covid-19

O grupo diz ainda que os evangélicos estão cumprindo as determinações da saúde do Acre

A decisão do ‘Comitê do Pacto Acre sem Covid’ em fechar os templos religiosos, causou revolta nesta quinta-feira (30) em um grupo denominado de Frente Parlamentar Evangélica, composta por parlamentares acreanos.

A carta de revolta foi assinada pelos deputados Josa da Famárcia, Wagner Felipe, Juliana Rodrigues, Cadmiel Bonfim, Antônio Pedro e Jonas Lima. Segundo eles, o comitê vem tomando decisões contra os evangélicos. “O aludido comitê vem tomado decisões discrepantes quanto ao funcionamento e restrições entre setores e atividades, ignorando, inclusive, a afirmação do governador do Estado”z diz trecho da nota.

PUBLICIDADE

O grupo diz ainda que os evangélicos estão cumprindo as determinações da saúde do Acre. “As igrejas evangélicas, exemplos de responsabilidade e cuidado com a pessoa humana, atuam de maneira incansável, na proteção do mais precioso direito tutelado pelo ordenamento constitucional, qual seja, o direito à vida”, encerrou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias