Rio Branco, Acre,


Acadêmicos de medicina poderão retornar à Bolívia na próxima semana para regularizar documentos

A autorização final deve partir do Ministério de Relações Exteriores da Bolívia e será comunicada aos consulados dos dois países

Após anunciarem que nos próximos dias a fronteira com o Brasil poderá ser liberada aos moradores das cidade-gêmeas de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Santa Rosa do Purus, as autoridades bolivianas já estão vendo a possibilidade de estender a decisão aos acadêmicos de medicina. A ideia é que possam regularizar a situação com as instituições de ensino.

A expectativa é de que a autorização final seja publicada a qualquer momento pelo Ministério de Relações Exteriores da Bolívia e, em seguida, comunicada aos consulados dos dois países.

PUBLICIDADE

Segundo informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que representa o Alto Acre com escritório no município de Epitaciolândia, os estudantes deverão comparecer ao setor com atestados relacionados à Covid-19 – medida exclusiva de ingresso em território estrangeiro.

Além disso, eles precisarão apresentar todos os documentos nos setores de imigração para que possam entrar na cidade de Cobija (BOL). Com relação ao início das aulas, é recomendado que os acadêmicos procurem suas respectivas faculdades para as orientações corretas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up