Rio Branco, Acre,


Após defender renúncia, Janaína agora diz que Bolsonaro será bem recebido no PSL

Em março, a parlamentar afirmou que o presidente cometeu crime contra a saúde pública ao endossar manifestações

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) disse neste sábado (29) que se o presidente Jair Bolsonaro quiser voltar ao partido, “será bem recebido”. A declaração ocorre pouco mais de cinco meses depois de ela ter defendido a renúncia de Bolsonaro.

Em março, num discurso no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a parlamentar afirmou que o presidente cometeu crime contra a saúde pública ao endossar as manifestações em meio ao surto do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

Questionado este mês em transmissão ao vivo na internet sobre o processo de criação do Aliança pelo Brasil, partido em formação desde o ano passado, o presidente disse que não pode investir 100% na legenda, afirmou ter recebido convites de outras três siglas, uma delas o PTB de Roberto Jefferson, e não descartou se “reconciliar” com o PSL, do qual se desfiliou em novembro passado.

“Vou conversar com o pessoal do PSL, que apesar de eu ter saído, ali tem uns 43, 44 parlamentares que conversam comigo. Tem uns oito ali que não dá para conversar tendo em vista o nível para onde conduziu a política, entrando na questão pessoal, atacam pessoalmente […] Mas a gente está conversando com o PSL também”, declarou Bolsonaro.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up