Rio Branco, Acre,


Auxílio emergencial “não é aposentadoria”, diz Jair Bolsonaro

"Tem cara já reclamando, o tempo todo é assim", disse o presidente nesta sexta

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que o auxílio emergencial concedido em razão da pandemia de covid-19 “não é aposentadoria”, em resposta a pessoas que, segundo ele, estão reclamando da previsão de redução do valor de R$ 600,00 mensais.

“A gente prefere até o final do ano uma importância menor do que R$ 600. Tem cara já reclamando, o tempo todo é assim. Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial”, disse o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

PUBLICIDADE

“Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, pô. É melhor do que nada”, completou.

Segundo Bolsonaro, o país está “no limite” de endividamento. Após mensagens de apoio dos populares, o presidente disse que agradece todos os dias a Deus pede “ajuda para carregar essa cruz porque está pesada”.

Bolsonaro evitou entrar em detalhes sobre o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, seu desafeto político. Apenas disse, entre risos: “Rio está pegando… pegou hoje. Está sabendo do Rio hoje? Governador já… Quem é teu governador?”.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up