Rio Branco, Acre,


Bolsonaro diz que ninguém é obrigado a tomar vacina contra Covid-19

Presidente respondeu apoiadora que pediu para que vacina contra doença não avançasse: "É perigoso", disse a mulher. Ele não fez ressalvas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (31) que ninguém é obrigado a tomar a vacina contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A declaração foi feita enquanto o presidente conversava com apoiadores que o aguardavam no jardim do Palácio da Alvorada.

PUBLICIDADE

“Ô, Bolsonaro, não deixa fazer esse negócio de vacina, não, viu? Isso é perigoso”, diz uma mulher que, mais adiante, se apresenta como uma profissional da área da saúde.

Bolsonaro responde: “A vacina, ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”.

“É isso aí. Sou da área de saúde, farmacêutica, e em menos de 14 anos ninguém pode botar uma vacina no mercado”, completa a simpatizante.

Vacinas

Atualmente, três vacinas estão autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para serem testadas na população brasileira. São elas:

Sinovac (China).

Oxford/AstraZeneca (Reino Unido); e

BioNTech/Fosun Pharma/Pfizer (Alemanha e EUA).

Além dessas, o governo do Paraná diz que está em contato com a Rússia para trazer a vacina ao Brasil.

O governo russo foi o primeiro a registrar uma vacina contra a Covid-19. Os testes clínicos iniciais da vacina russa em humanos começaram há menos de dois meses. O país, no entanto, não apresentou nenhum estudo científico sobre os testes que realizou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up