Rio Branco, Acre,


Bolsonaro volta a detonar Maju e diz que Globo procura “pelo em ovo”

Em seguida, a ministra Damares declarou: “Mas ficou feio para eles, muito mal. Tem que pedir perdão para o Brasil”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar Maju Coutinho e a Globo, durante transmissão ao vivo, nesta quinta-feira (27). O político afirmou que a emissora carioca “procura pelo em ovo”.

Na live, ele disse que houve manipulação da âncora do Jornal Hoje ao dizer que “nem Bolsonaro nem as autoridades do governo presentes prestaram solidariedade às vítimas e aos familiares” durante o evento Brasil Vencendo a Covid, no começo da semana.

PUBLICIDADE

“Não vou falar da manipulação da Globo aqui, mais uma, né? Fizemos aquele evento com mais de 100 médicos, havia combinado com os médicos que eles pediriam um minuto de silêncio. Maju falou que ‘o presidente não sei o quê, não se solidarizou com as vítimas’… Como se a Globo estivesse preocupada com a vida do próximo”, desabafou o chefe de estado.

Em seguida, a ministra Damares declarou: “Mas ficou feio para eles, muito mal. Tem que pedir perdão para o Brasil”.

“É impressionante, né? Eles ficam procurando pelo em ovo. Eles pegam uma frase minha e vai para manchete amanhã, vai para o ‘Jornal Nacional’. A vontade que dá é passar para as oito e meia para concorrer com o ‘jornal funeral’ deles”, disparou o político.

As críticas de Bolsonaro foram para a edição de segunda-feira (24), quando Maju Coutinho falou sobre o evento. No dia seguinte, a jornalista anunciou um “esclarecimento”.

“Ontem, o JH noticiou que durante o evento ‘Brasil vencendo a covid’ nem o presidente Jair Bolsonaro, nem nenhuma autoridade do governo, prestou solidariedade às vítimas. Mas uma médica da Bahia, a doutora Raissa Soares, que não faz parte do governo, pediu um minuto de silêncio e o pedido foi respeitado por todos os presentes, inclusive o presidente”, declarou a âncora.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up