Rio Branco, Acre,


Homem parou para comprar cigarro enquanto carregava corpo em carrinho de mão; veja vídeo

Imagens mostram que ele fuma e conversa com outros clientes, por cerca de cinco minutos, enquanto o morto permanece ao lado

Um novo vídeo mostra quando o homem, flagrado carregando um corpo em um carrinho de mão, para em uma distribuidora, compra um cigarro e volta a carregar a vítima, tranquilamente, pelas ruas de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. As imagens registradas pela câmera de monitoramento do estabelecimento registram que ele fica por cerca de cinco minutos no local, enquanto o corpo está dentro do carrinho (veja acima).

O caso aconteceu no sábado (22). De acordo com o delegado Rogério Bicalho, moradores do Parque Veiga Jardim entraram em contato com a Polícia Militar informando que estavam desconfiados de um homem que caminhava pelas ruas do bairro empurrando um carrinho de pedreiro com uma mala e um lençol.

PUBLICIDADE

“Quando a PM chegou na rua, o homem já tinha fugido e deixado o carrinho no meio da rua. Nós acionamos a perícia, e foi constatado que dentro do carrinho, envolvido em um lenço e uma mala, estava o corpo de um outro homem”, contou o delegado.

O Instituto Médico Legal de Aparecida de Goiânia identificou a vítima como Alexandre Marcena Vieira, de 24 anos. Segundo o delegado, a família da vítima deve ser ouvida nos próximos dias. O homem flagrado carregando o corpo também foi identificado e está sendo procurado pela polícia.

“Nós conseguimos localizar a casa do homem que aparece nas imagens. No local havia marcas de sangue. Conversamos com alguns vizinhos, e um deles informou que ouviu um barulho estranho durante a madrugada. No entanto, ainda não é possível apontar a motivação do crime”, disse.

Ainda segundo o delegado, o homem tinha passagem por roubo e receptação. O nome dele não foi divulgado pelas autoridades policiais.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up