Rio Branco, Acre,


“Jack da Bike”: o maníaco que estuprou 75 mulheres no DF e entorno

Ele levou pânico a mulheres que simplesmente caminhavam pelas ruas do Gama, Santa Maria e Entorno entre 2002 e 2011

o decorrer de quase uma década, um estuprador em série do Distrito Federal levou pânico a mulheres que simplesmente caminhavam pelas ruas do Gama, Santa Maria e Entorno entre 2002 e 2011.

Em sua ficha criminal, Cléber de Jesus Rodrigues, 37 anos, é acusado de violentar 60 vítimas na capital do país e 15 em municípios goianos situados no Entorno do DF.

PUBLICIDADE

Os últimos casos foram confirmados, recentemente, por meio do banco nacional de DNA, depois que o maníaco já cumpria pena no Complexo Penitenciário da Papuda.

Cléber foi preso preventivamente em agosto de 2011, à época com 28 anos, e condenado no ano seguinte. Somadas, as penas ultrapassam 100 anos.

Armado, o criminoso chegou a estuprar, na mesma ocasião, três mulheres.

As investigações tiveram início em 2006, quando policiais civis lotados na 14ª Delegacia de Polícia (Gama) notaram um salto no índice de ocorrências envolvendo crimes sexuais na cidade.

As características do autor, a forma de abordagem e a lascívia brutal remetiam a um mesmo criminoso, com 1,75 de altura, pele negra, portando arma de fogo e vestindo um casaco com capuz, que encobria quase todo o rosto.

As mulheres eram escolhidas previamente, principalmente, pela juventude. Todas tinham entre 18 e 25 anos. Quatro delas eram virgens quando foram estupradas pelo maníaco em série.

Atualmente ocupando o cargo de diretora de Enfrentamento à Violência da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a delegada Grace Justa conduziu parte das investigações sobre o estuprador.

Segundo ela, o maníaco tinha o poder de controlar a cena do crime, mantendo as vítimas subjugadas, sem espancar ou provocar lesões graves nas mulheres, tão comum em casos de estupros.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up