Rio Branco, Acre,


Monitorado tem casa invadida por supostos policiais e é executado a tiros na Vila Acre

Vítima ainda conseguiu correr até a casa e foi socorrida pela sua família, mas não resistiu

O monitorado por tornozeleira eletrônica Adalcenilson de Oliveira Marcílio da Silva, de 34 anos, teve a residência invadida e foi morto a tiros, na manhã deste domingo (30), na Travessa Nairobe, no Ramal da Castanheira, na região da Vila Acre, no Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, a vítima teve a casa invadida por pessoas não identificadas que usavam roupas das forças de segurança do Estado. De posse de uma arma de fogo, foram até a porta da casa e chamaram a vítima, que ao ver que seria a “polícia”, foi atender, momento em que foi alvejado com dois tiros. Após a ação, os criminosos fugiram em um veículo que estava parado na frente da residência de Adalcenilson, esperando para dar fuga aos bandidos.

PUBLICIDADE

A vítima ainda conseguiu correr até a casa e foi socorrida pela sua família. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e o encaminhou ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo. Ao dar entrada no hospital, antes mesmo de ser levado à sala de cirurgia, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu na sala do trauma.

A Polícia Militar esteve no local do ocorrido e colheu informações para tentar procurar pelos autores do crime na região, mas ninguém foi encontrado até o momento.

A polícia não descarta a possibilidade de o crime ter relação com a guerra entre facções. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up