Rio Branco, Acre,


Igarapé Batista sofre com severa poluição e moradores convivem com água cheirando a esgoto

Falta de pavimentação também torna mais difícil a vida das cerca de 40 famílias da rua Coral

A falta de cuidado pela população e poder público do Igarapé Batista, situado no Parque das Palmeiras, em Rio Branco, vem cobrando seu preço. Moradores da travessa Coral, que leva às margens do manancial, reclamam do mau cheiro insuportável que emana do córrego.

Cerca de 40 famílias vivem no local. Eles afirmam ainda que a água que cai das torneiras, embora limpa, também possui forte cheiro de esgoto.

PUBLICIDADE

Basta olhar para o igarapé para entender o motivo da reclamação dos moradores. A poluição tomou conta das águas, que já possuem coloração preta, indicando que ali há despejo de muito esgoto e lixo urbano.

Nesta terça-feira (11), o Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) enviou um engenheiro ao local para avaliar os problemas e estudar soluções.

“É uma situação muito complicada. Em relação a essa água podre [que sai do encanamento] eu acredito que deve ser água represada na tubulação que não esteja dando vazão e está presa. E a medida que eles vão liberando, no primeiro momento a água sai podre, porque fica parada”, informou Rodrigo Meireles.

O servidor disse que vai solicitar a análise da água por um técnico especializado antes de tomar as providências necessárias.

Sem asfalto

Outro problema que aflige os moradores da travessa Coral é a falta de pavimentação na via. O serviço foi prometido às famílias há mais de quatro anos pelo governo passado, via programa Ruas do Povo – o mesmo governo que empregava o discurso de cuidado com o meio ambiente, mas que deixou o igarapé Batista nas condições em que se encontra hoje.

O poder público chegou a asfaltar as ruas acima, mas até hoje a empresa contratada para executar o trabalho não retornou. Um dos moradores contou que o empreendimento ficou de pavimentar a rua em um segundo momento e nunca mais voltou para finalizar o serviço.

Ninguém sabe se os responsáveis receberam o dinheiro e sumiram ou deixaram de receber e por isso não asfaltaram a travessa.

A prefeitura de Rio Branco tem planos para pavimentar a pequena rua, mas antes o Depasa precisa intervir para consertar o mau cheiro da água que cai da torneira, além da poluição do igarapé.

Assista ao vídeo:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up