Rio Branco, Acre,


Olheiro de facção é executado após condenação do ‘tribunal do crime’

Jovem seria "infiltrado" na Cidade do Povo para monitorar o cotidiano da facção rival

O jovem Franciliudo da Silva Guimarães, de 21 anos, foi executado a tiros na madrugada deste sábado (29), em uma área de mata ao lado do Conjunto Habitacional Cidade do Povo, no Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações repassadas pela polícia, Franciliudo pertencia à facção Comando Vermelho e foi sequestrado na noite de sexta-feira (28) por membros do Bonde dos 13. Os faccionados interrogaram o rapaz e alegaram que ele estava realizando a função de “olheiro”, repassando informações ao CV sobre a atuação do B13 na Cidade do Povo.

PUBLICIDADE
Crime na Cidade do Povo/Foto: reprodução

Além de estar “infiltrado” na Cidade do Povo para monitorar o cotidiano do Bonde dos 13, segundo informações, Franciliudo ainda dizia ter saído do Comando Vermelho, porém, não havia entrado em alguma igreja, e continuou na casa de parentes exercendo a função de “olheiro”.

Após o sequestro, o corpo da jovem foi encontrado por populares em uma área de mata que fica ao lado da Cidade do Povo. A Polícia Militar foi acionada e quando chegou ao local encontrou o corpo que estava “crivado de bala”, perfurado por vários projéteis de arma de fogo.

A área foi isolada para os trabalhos da perícia. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados os devidos exames cadavéricos.

O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up