Rio Branco, Acre,


Pré-candidato à prefeitura, Jebert Nascimento diz que chegará ao segundo turno

Nascimento declarou que sua principal motivação para disputar as eleições municipais, é tentar, caso eleito, melhorar a administração pública

A quarta rodada de entrevistas com os pré-candidatos à prefeitura de Rio Branco, será com Jebert Nascimento (Republicanos), que concedeu entrevista ao ContilNet para falar de propostas, idéias, objetivos. Na oportunidade ele afirmou que deverá chegar ao segundo turno das eleições municipais deste ano que ocorrerá em novembro.

“Não chegaria ao segundo turno sozinho, terei ao meu lado uma boa parcela da população, que está desamparada e sem perspectivas. Chegarei junto com quem precisa de emprego e renda. Meus companheiros de campanha serão o povo honesto”, argumentou.

PUBLICIDADE

Jebert declarou que sua principal motivação para disputar as eleições municipais, é tentar, caso eleito, melhorar a administração pública. “Não suporto mais ver a politicagem interferindo na gestão pública. A meu ver a administração dos recursos públicos deve se pautar no interesse das pessoas que mais precisam e não nos interesses pessoais e partidários”, explicou.

Veja os principais tópicos da entrevista de Jebert Nascimento

O que te motivou a querer disputar as eleições?

Não suportar mais ver a politicagem interferindo na gestão pública. A meu ver a administração dos recursos públicos deve se pautar no interesse das pessoas que mais precisam e não nos interesses pessoais e partidários.

O que te credencia a ser o prefeito da capital pela população?

Capacidade técnica de gestão administrativa moderna e participativa e principalmente o carinho e a solidariedade que tenho pelas pessoas.

Quais as suas principais propostas para a cidade de Rio Branco?

Reorganizar toda a máquina administrativa, flexibilizando o acesso à abertura de novos negócios, novos empreendimentos, levando também a prefeitura para perto do cidadão mais carente. Outro foco é a geração de oportunidades para os jovens se inserirem no mercado de trabalho e a assistência aos que se encontram em situações de vulnerabilidade.

Jebert, qual sua opinião sobre o adiamento das eleições municipais? Foi favorável?

A princípio não, mas não podia ser diferente por causa da pandemia.

O senhor já tem um vice em mente para caminhar junto? O que esse precisa ter além da sua confiança?

Já falamos com alguns nomes e estamos analisando. O que ele precisa ser é compromissado com o bem de nossa gente e não pensar na próxima eleição.

Essa é sua primeira eleição majoritária? Qual a expectativa?

A expectativa é que a população reconheça que a atual forma de se fazer gestão pública está impregnada de política e políticos profissionais. Só uma pessoa que não tenha esses vícios pode modernizar Rio Branco com um olhar solidário e sustentável.

O senhor é empresário, com isso quais as propostas que têm para fortalecer a economia e gerar emprego e renda?

Oportunizar grandes empresas e indústrias se instalarem aqui, priorizar em tudo as micros e pequenas empresas e incentivar quem quer empreender, principalmente nas áreas de inovação e tecnologia.

O Republicanos, seu partido, já fechou algumas alianças?

Ainda não.

O que o senhor pensa desse isolamento, é favorável? Ou acha que acabou com os empregos das pessoas?

Não funcionou de forma satisfatória e da forma que está sendo feita. Não sou favorável, prejudicou todos de forma generalizada, os que se isolaram e os que não respeitam os sinais de perigo.

Tendo em vista os candidatos, o senhor acha que tem condições de chegar em um segundo turno por exemplo?

Não chegaria ao segundo turno sozinho, terei ao meu lado uma boa parcela da população, que está desamparada e sem perspectivas. Chegarei junto com quem precisa de emprego e renda. Meus companheiros de campanha serão o povo honesto, simples e guerreiro de Rio Branco.

Deixe uma mensagem para o eleitorado sobre sua história e objetivo com o povo caso seja eleito?

Acredito que um gestor, um administrador público, deve liderar pelo exemplo. Não preciso e nem quero salário de prefeito. Quero promover o bem-estar de todos e não o meu. O corpo técnico que irá trabalhar comigo, vai ser selecionado pela competência e exemplo também. E eu, um menino vendedor de picolés que venceu na vida com muito trabalho, também vou servir de exemplo mostrando que com seriedade e competência, todos terão sua chance de vencer.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up