Rio Branco, Acre,


Servidora da Sesacre diz que menina de 10 anos que foi estuprada “gozou por 4 anos”

"Não é julgamento, é opinião própria. Em 4 anos ela gostou, porque se calou", escreveu

A funcionária da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), Noeli Jucundo Andrade, que atua no Pronto Socorro de Rio Branco, usou o seu perfil no Facebook para fazer um comentário que rendeu inúmeras reações negativas sobre o caso da criança de 10 anos que engravidou após ser estuprada pelo companheiro da tia, no Espírito Santo.

“Foi tão estupro, que ela gozou durante 4 anos”, disse a servidora sobre a criança.

PUBLICIDADE

“Não é julgamento, é opinião própria. Em 4 anos ela gostou, porque se calou, tanto a inocentinha que vocês falam como a família dela, porque só vieram abrir a boca quando ela engravidou”, continuou.

Também no Facebook, a internauta Katia Barros se revoltou com a fala da servidora da Saúde e pediu que seus amigos denunciassem Noeli e sua publicação.

“Essa pessoa trabalha no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, Acre. Bora denunciar? Bora”, escreveu Katia.

Em contato com a Sesacre para elucidar o caso, nossa reportagem foi informada de que uma nota oficial está sendo preparada.

Entenda o caso

A menina relatou em depoimento que era abusada pelo criminoso de 33 anos há cerca de quatro anos.

A menina procurou atendimento médico no dia 7 de agosto, dizendo estar com dores abdominais. A unidade de saúde então constatou a gravidez. Na última sexta (14), ela foi levada ao Hucam (Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes), onde foi constatada gestação de 22 semanas e quatro dias. No mesmo dia, uma decisão judicial autorizou a realização do aborto, mas o hospital alegou não ter condições técnicas de realizar o procedimento.

No domingo, a menina foi levada a Recife, onde conseguiu realizar o aborto no Cisam (Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros). Ela e a avó tiveram de entrar no local escondidas em um porta-malas devido a protestos de grupos conservadores, contrários ao aborto. Grupos feministas, como o Fórum de Mulheres de Pernambuco, também estiveram no local para apoiar a criança.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up