Rio Branco, Acre,


Abertas as inscrições para o III Prêmio Acreano de Educação das Relações Étnico-Raciais

Os professores, técnicos e gestores que ganharem o prêmio deste edital terão suas experiências publicadas

Estão abertas as inscrições no Acre para o III Prêmio Acreano de Educação das Relações Étnico-Raciais para a Educação Básica, como realização Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial do Estado do Acre.

O evento busca reconhecer, divulgar e premiar o trabalho de professores, técnicos e gestores (entenda-se aqui por gestores: diretores, coordenadores de ensino e coordenadores pedagógicos de instituições de ensino de Educação Básica, que desenvolveram ações de promoção de igualdade racial em suas práxis pedagógicas no ano de 2019.

PUBLICIDADE

Os relatos inscritos precisam estar comprovados com fotos, conforme indica o formulário de inscrição, disponível no link, CLICANDO AQUI.

Serão premiados(as) professores(as), técnicos(as) e gestores(as) responsáveis pelos relatos de prática pedagógica em cada uma das quatro categorias mais bem avaliados pela comissão de seleção.

As unidades de ensino inscritas em que ocorreram as práticas de promoção de igualdade racial e tiverem seus projetos aprovados pela Comissão de Seleção ganharão certificado do FPERR/AC de escola que promove educação étnico-racial.

Os professores, técnicos e gestores que ganharem o prêmio deste edital terão suas experiências publicadas na Revista Em Favor de Igualdade Racial, publicada pela Editora da Ufac (Edufac).

O sistema de inscrição disponibilizará orientações aos interessados sobre a forma e o conteúdo de apresentação do relato da prática pedagógica.

O FPERR/AC não se responsabiliza pelo não recebimento de inscrição por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência eletrônica das informações.

A inscrição corresponderá à aceitação, pelos inscritos, das disposições do edital e, inclusive, da autorização para publicação do relato e do uso de imagem pelo FPEER/AC e instituições parceiras.

O FPEER/AC constituiu uma Comissão de Organização e de Avaliação para as categorias previstas no Prêmio, entre os membros do FPEER/AC, que farão a avaliação das inscrições pontuando conforme os critérios estabelecidos no edital. A nota final será a média das notas dos avaliadores.

A divulgação oficial do resultado final do Prêmio Acreano de Educação Étnico-Racial para a Educação Básica ocorrerá em Outubro de 2020, a cargo do Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial, por meio de publicação no endereço eletrônico http://forumetnicoracialdoacre.blogspot.com/ .

A cerimônia de premiação ocorrerá em novembro do corrente ano e em formato on-line, devido à pandemia, em data e horário a serem definidos e divulgados pelo FPEER/AC em sua página.

Os inscritos neste prêmio deverão estar cientes da publicação de seus relatos em Revista Científica e de que uma vez inscrito, estará automaticamente cedendo seus direitos autorais, sem fins lucrativos, para a Revista Em Favor de Igualdade Racial.

Sobre o Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial

O Fórum Permanente de Educação Étnico-Racial é uma instituição não-governamental, criada no Estado do Acre em 2008, composto por diversas instituições ligadas à Educação, com o objetivo de acompanhar e apoiar a implementação da Lei 11.645/2008, que alterou a Lei 10.639/2003, que modificou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBN) de 1996, em seu artigo 26-A, que obriga o ensino de história e cultura africana, afro-brasileira e indígena na Educação Básica.

Com 17 anos de existência da Lei 10.639/2003, que obrigada o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira em todo o currículo escolar e 12 anos de existência da Lei 11.645/2008 supracitada, bem como da criação deste Fórum, é muito provável que muitas escolas já tenham inserido em seu cotidiano conteúdos e metodologias que combatam o racismo nas escolas. Por isso este edital é um convite aos (às) professores(as), técnicos(as) e gestores(as) que já desenvolvem em seu fazer pedagógico ações que promovem igualdade racial a se inscreverem para participarem não apenas de uma seleção ou de uma mera competição, mas para apresentarem seus trabalhos e, assim, dar visibilidade e ainda inspirar outros profissionais da Educação a adotarem práticas pedagógicas antirracistas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up