Rio Branco, Acre,


Após seis meses fechada, ponte que liga Brasileia a Cobija é liberada nesta segunda

Apenas moradores de Brasileia, Epitaciolândia e da cidade boliviana poderão passar para o outro lado

A ponte Wilson Pinheiro, que ligam o Acre à Bolívia pela cidade de Brasileia, foi liberada para trânsito nesta segunda-feira (21) após seis meses fechada. Equipes das prefeituras de Brasileia e Cobija estiveram pela manhã no local para os últimos ajustes.

Apenas poderão transitar entre um país e outro moradores das três cidades fronteiriças, incluindo Epitaciolândia, que já teve sua ponte para a Bolívia reaberta na semana passada. Para passar ao outro lado, eles deverão apresentar comprovante de residência nos municípios e parar nas barreiras sanitárias. A ponte ficará aberta das 6h às 20h.

PUBLICIDADE

A reabertura se deu após acordo entre as três cidades firmado em reunião diplomática no último dia 10. O encontro durou quatro horas e contou com a participação dos três prefeitos Fernanda Hassem (Brasileia), Tião Flores (Epitaciolândia) e Luis Gatty Ribeiro (Cobija), da ministra do Meio Ambiente da Bolívia, Exército Brasileiro, polícias Militar e Federal.

A prefeita de Brasileia esclareceu que não se trata de reabertura da fronteira, uma vez que a competência para isso é do governo federal. “As fronteiras continuam fechadas. O que foi reaberto foi somente [o trânsito] entre e as três cidades gêmeas, que é o nosso caso”.

Hassem justifica que a relação entre os municípios é íntima não só do ponto de vista econômico. “O fechamento da fronteira afetou diretamente nossa economia. Há um consumo muito grande dos bolivianos aqui e de brasileiros lá também, além de famílias em comum que nós temos”.

Um comitê gestor foi criado para analisar como a pandemia irá se comportar nessas cidades após a reabertura. Se o número de novos casos voltar a subir, algumas medidas poderão ser tomadas para conter o avanço da doença.

Brasileia tem, até o momento, 1.153 casos de coronavírus e 20 óbitos, Já Epitaciolândia registra 498 infectados e 14 mortes pela doença.

(Foto: Arquivo)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up