Rio Branco, Acre,


Após tiroteio com a PM, homem é morto com tiro na cabeça dentro de apartamento

O corpo de Pena foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados os devidos exames cadavéricos

Uma intensa troca de tiros entre policiais militares e criminosos terminou com um bandido, identificado como Rubens Matheus Barbosa Furtado, conhecido como “Pena”, ferido com um tiro na cabeça, na tarde deste sábado (12), na Rua José Domingos, no Residencial Calafate 1, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) estava realizando um patrulhamento na região do Calafate, quando avistaram Pena e um comparsa em uma motocicleta modelo Honda XRE, em atitude suspeita. Ao tentar fazer abordagem, os criminosos começaram a atirar contra a viatura, que revidou a injusta agressão. Após a troca de tiros, a dupla conseguiu fugir.

PUBLICIDADE
O apartamento foi invadido pela polícia/Foto: ContilNet

Os militares pediram reforço e começaram a realizar várias diligências na área, quando receberem uma denúncia anônima que os acusados de ter trocado tiros com os PMs entraram em um apartamento no residencial Calafate I.

Os militares fizeram um cerco policial no apartamento e, ao entrarem no local, foram surpreendidos por Pena que apontou uma arma de fogo contra policiais, mas o bandido acabou sendo atingido por um tiro na cabeça.

Rubens Matheus Barbosa Furtado, conhecido como “Pena”, ferido com um tiro na cabeça/Foto: Reprodução

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou Rubens ao pronto-socorro de Rio Branco, em estado de saúde gravíssimo. Minutos após dar entrada no PS, o bandido não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

O corpo de Pena foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados os devidos exames cadavéricos.

O caso vai ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up