Rio Branco, Acre,


Articulação estratégica de Bittar repercute na imprensa nacional e movimenta Congresso

Senador pelo MDB do Acre deve apresentar proposta de novo programa social

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confiou ao senador Márcio Bittar (MDB/AC) a missão de criar um novo programa para atender a mais de 10 milhões de brasileiros – identificados durante a pandemia – que vivem em situação de vulnerabilidade social e que ainda não recebem qualquer tipo de renda do Estado. A notícia repercutiu na última quarta-feira (16) nos jornais das principais emissoras do país, como a Globo, a GloboNews, a RecordTV e o SBT.

Acompanhado do filho João Paulo Bittar, o parlamentar conversou por quase toda a manhã com Bolsonaro, no Palácio do Planalto, e logo em seguida concedeu entrevista à imprensa. “Nesse momento não adianta a gente especular de onde tirar, de onde que vai cortar, mas eu fui autorizado pelo presidente. Ele deu sinal verde. A partir de agora eu vou conversar com os líderes do governo no Congresso”.

PUBLICIDADE

O senador é responsável pela relatoria da Comissão de Orçamento e, consequentemente, das propostas de ajuste fiscal do Pacto Federativo e do auxílio emergencial. A retomada de um plano assistencial foi articulada pelo emedebista após o Executivo recuar do ‘Renda Brasil’. À tarde, com o aval do presidente, Bittar foi atendido pela equipe econômica do governo para estudar a viabilidade do projeto, que será apresentado na próxima terça (22) já incorporado ao orçamento de 2021.

“A finalidade é dizer aos mais de 20 milhões de brasileiros [incluindo os 10 milhões contemplados pelo Bolsa Família] que podem dormir tranquilos no dia 31 de dezembro, porque em janeiro terá um programa criado para atendê-los. O resto é especulação.”

Márcio Bittar e Paulo Guedes já são aliados em razão da Reforma do Estado, que discute a desvinculação e a desindexação de verbas públicas. Para o ministro, um dos principais problemas da economia do país é o excesso de recursos vinculados a uma determinada área e que não podem ser remanejados pelo Congresso e nem pelo governo.

Integração e desenvolvimento regional

O encontro com o presidente ainda serviu para avançar em outras pautas estratégicas. Bolsonaro sinalizou ao senador que deve cumprir agenda no Acre em dezembro deste ano e que pretende construir uma estrada para interligar Cruzeiro do Sul a cidade de Pucallpa, no Peru.

“Vamos aumentar nossa capacidade de negócios, gerar empregos e promover o desenvolvimento do nosso estado numa escala mundial”, comemorou o Márcio Bittar.

[Foto: A Gazeta do Acre]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up