Rio Branco, Acre,


Até que idade o cachorro come ração de filhote?

Até que idade? Não importa se você já teve cachorro antes, a comida de cachorro é sempre diferente da de um adulto

Quando olhamos para aquele cachorro que adotamos ou compramos nos perguntamos: Quando foi que ele cresceu tanto?

Com esse crescimento vêm grandes mudanças, nas saídas do nosso amigo, nos dentes, nos cabelos e também na alimentação. Quando paramos de dar produtos para cachorros?

PUBLICIDADE

Até quando dar ração para cachorro filhote?

Já se passaram alguns meses e você não tem certeza se o seu cachorro ainda é um cachorro quando se trata de alimentação ou não. Neste artigo, vamos ajudá-lo a identificar os sinais de que é hora de mudar a dieta de seu amigo.

É importante saber que o fator influente e único que marca essa mudança é a idade.

Até que idade? Não importa se você já teve cachorro antes, a comida de cachorro é sempre diferente da de um adulto.

Se você tem dúvidas sobre como alimentar um cão muito jovem, é normal, todos nós já tivemos.

Essa preocupação indica que você se preocupa, então você fará tudo certo. Vamos ajudá-lo esclarecendo o mais importante.

O primeiro ano de um cão é fundamental para o seu crescimento e desenvolvimento.

Uma boa dieta evitará muitos problemas no futuro e ajudará nosso animal a crescer saudável e forte.

É muito importante escolher um alimento adequado para cada faixa etária e tamanho. Há várias coisas que devemos levar em consideração ao escolher a comida para um filhote.

Filhote bebê

É a fase em que mais necessitam de aporte energético e deve-se fornecer-lhes um alimento rico em nutrientes e proteínas, cálcio, fósforo, fibras e alta concentração energética.

A mudança de comida de cachorro para comida de adulto deve ser feita quando o processo de crescimento do cachorro terminar. Assim, a raça desempenha um papel fundamental, uma vez que cada uma se desenvolve em um período de tempo diferente.

As raças pequenas, como o Yorkshire, terminam seu processo de crescimento muito mais cedo do que as raças grandes. Os cachorros pertencentes a este tipo de raça atingem o tamanho adulto por volta dos 10 meses.

As raças médias como o Beagle estão crescendo até um ano de idade. Desta forma, até aos 12 meses, não podemos passar de comida de cachorro para comida de adulto.

Da mesma forma que acontece com raças pequenas, você deve reduzir para duas o número de vezes que você alimenta seu animal por dia.

Raças grandes e gigantes, como o pastor alemão ou o São Bernardo, são as que demoram mais para atingir o tamanho adulto.

Até os 18 meses não terminam o processo de crescimento e, portanto, não podemos trocar a ração de filhote por comida de adulto. Vale lembrar que esses tipos de raças requerem mais alimentação por dia do que as anteriores, além de mais tempo de exercícios para queimar toda a energia acumulada e não gerar um estado de estresse ou ansiedade.

A marca Royal Canin oferece várias dicas sobre o período de nascimento.

Frequência das refeições

Dependendo da idade do seu animal de estimação a frequência das refeições pode variar e deve ser adaptada para a sua correta aplicação. Um cachorrinho com poucas semanas de vida não é o mesmo que um cachorro com mais idade.

Nas primeiras seis semanas

Se tivermos que definir uma situação-chave no desenvolvimento de um filhote, podem ser os primeiros dois meses de vida. É de vital importância que neste processo ele esteja acompanhado pela mãe e possa se alimentar com o leite dela.

Esse é um fator importante não desmamar um filhote. Tanto para o desenvolvimento físico, mental e emocional do animal. A mãe dele tem muito a contribuir antes de você levá-lo para casa.

Durante esses primeiros meses, seu cachorro deve comer entre quatro e oito vezes por dia. Isso se aplica quer ele esteja com sua mãe ou se não tivermos outra opção a não ser alimentá-lo em casa com um substituto do leite materno.

Até três meses

Nesse período, ocorre uma das situações mais críticas na vida do cão: o desmame. Deixar de beber leite materno para comer alimentos sólidos é uma transição que deve ser feita de forma muito gradual.

A transição levará cerca de 10 a 20 dias, e a frequência das refeições deve ser idealmente de quatro por dia.

Recomendo que você comece dando ao seu cachorro um alimento semissólido ou mingau na quarta ou quinta semana, que servirá como uma etapa intermediária entre o leite e a alimentação. Isso deve durar, como indicamos, no mínimo de 10 a 20 dias e, uma vez concluído esse ciclo, podemos passar a dar ração sólida para cachorros até os três meses de idade (o site amoraospets.com.br dá dicas para escolher bns produtos)

De quatro a seis meses

Quando chegarmos a esta fase já teremos observado mudanças substanciais na composição corporal do nosso cachorro, e cada vez menos.

Os músculos estão se desenvolvendo, o esqueleto aumenta de tamanho e a atividade de nosso amiguinho é frenética.

É por isso que a energia e a composição dos alimentos variam.

Na fase de quatro a seis meses, nosso filhote deve comer entre duas e três refeições ao dia, conforme avaliamos com base em seu comportamento. Há cães que preferem duas refeições um pouco maiores, enquanto outros apreciarão uma frequência maior ao custo de comer menos a cada vez.

Neste caso, e mais uma vez vou parecer muito óbvio, devemos controlar a quantidade de comida.

Quer façamos duas ou quatro refeições, o valor total do dia deve ser o mesmo.

De seis meses em diante

O meio ano de vida é um ponto de viragem, o nosso cachorro vai vivenciar importantes mudanças físicas e psicológicas, bem como adaptações ao novo mundo que o rodeia. É possível que sua fome seja voraz e que você queira comer com frequência, mas devemos ser cautelosos e limitar corretamente sua ingestão.

Nesta fase, podemos criar costumes e maus hábitos que nos custarão muito para nos livrarmos no futuro.

Idealmente, um filhote com mais de seis meses de idade deve comer mais duas vezes por dia. Embora seja verdade que há cães que demoram melhor a fazer três e isso é algo que pode ser permitido, é mais interessante tentar adaptá-lo à alimentação com uma periodicidade dupla e não tripla.

Essa questão é muito variável e é sempre com procurar o veterinário para orientar.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up