Rio Branco, Acre,


Bolívia flexibiliza fronteira e municípios do Acre estudam retomada gradual

Prefeita de Brasileia disse que um termo será elaborado para a reabertura comercial na fronteira

Em um documento publicado na manhã desta terça-feira (2), o governo boliviano reabriu parte do comércio e autorizou a entrada e trânsito de cidadãos bolivianos e estrangeiros nos municípios de Cobija, Guayaramerín, San Matías, Puerto Suarez e Puerto Quijarro.

Mesmo o Governo Federal tendo mantido na última quarta-feira (26) a restrição à entrada no país de estrangeiros de qualquer nacionalidade por via terrestre ou transporte aquaviário, em uma portaria que é válida até 26 de setembro, os prefeitos da Prefeitura de Brasileia, Epitaciolândia, Cobija, e representantes do governo de Pando, na Bolívia, se reuniram para comentar o assunto.

PUBLICIDADE

A prefeita Fernanda Hassem, de Brasileia, garantiu que nos próximos dias um termo será elaborado para a reabertura comercial na fronteira. O primeiro encontro não contou com a participação de líderes estaduais.

Embora a Bolívia tenha flexibilizado em algumas cidades, “o tráfego de estrangeiros e nacionais está sujeita ao cumprimento obrigatório dos requisitos de biossegurança estabelecidos. Entre essas condições está a certificação do teste de análise específica (PCR) para Covid-19, com resultado negativo”, é o que diz a nota.

“O decreto determina que o teste só deverá ser realizado por laboratório legalmente estabelecido no país de origem, com validade não superior a 7 (sete) dias da data de entrada prevista e endossado pelo respectivo consulado boliviano. Assim, os interessados em entrar em território nacional por via terrestre, fluvial ou lacustre, deverão se apresentar nos pontos de controle de migração e cumprir com os requisitos tradicionais de entrada. A medida vale para bolivianos e estrangeiros residentes na Bolívia, além de pessoas pertencentes a missões diplomáticas, missões especiais, organismos internacionais, especialistas e técnicos de diferentes áreas”, finaliza a nota.

CONFIRA NA ÍNTEGRA A NOTA DO GOVERNO BOLIVIANO: 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up